sexta-feira, 30 de março de 2012

Semana Missionária antecipará festividades da JMJ Rio 2013

Dos dias 17 a 20 de julho de 2013 a Semana Missionária será realizada em todas as diocese do Brasil
Com a proposta de levar os jovens peregrinos estrangeiros para uma vivência mais profunda em sua realidade local, em união com toda a Igreja do Brasil, a Semana Missionária antecipará as festividades da Jornada Mundial da Juventude Rio 2013.

Entre os dias 17 e 20 de julho de 2013, todas as dioceses do Brasil seguirão uma programação comum sob três vertentes: espiritualidade, solidariedade missionária e cultura. E isto vale também para as dioceses que não terão a presença de jovens estrangeiros.

“Há todo um esforço para preparar bem esta Semana Missionária com os próprios fiéis da diocese: envolvimento na formação de grupos de voluntários, acolhida dos peregrinos, entre outros aspectos que são demandados para estes dias”, conta o diretor do Setor de Pré-Jornada, padre Jefferson Gonçalves.

Peregrinação da cruz e do ícone mariano

Durante o Encontro Internacional sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, que acontece em Rocca di Papa, Itália, foi apresentado o Bote Fé, evento que tem levado a cruz e o ícone mariano, símbolos das JMJs, por todo o Brasil.

“Por onde os sinais passam, vemos um rastro de testemunhos emocionados e de experiências positivas. O próprio  Pontifício Conselho para os Leigos, onde fica o Comitê Central no Vaticano, está surpreso da maneira como isso tem gerado repercussão em cada estado do país”, salienta padre Jefferson.

Segundo ele, “nunca na história das jornadas a Cruz e do Ícone de Nossa Senhora foram conduzidos por tantos jovens num país, chegando hoje a mais de um milhão deles”, isso porque os símbolos ainda não percorreram a metade do caminho a ser cumprido.

O encontro em Rocca di Papa que reúne delegações do mundo todo, termina neste domingo, 1º de abril. Na segunda-feira, 2, será realizada uma coletiva de imprensa, no Vaticano, para apresentar novos detalhes da JMJ Rio 2013.


Fonte: Nicole Melhado - Canção Nova

Missão Belém é sinal de esperança!


quinta-feira, 29 de março de 2012

Mensagem do Papa aos jovens: "sejam missionários da alegria, sejam missionários entusiastas da nova evangelização!"

"Exorto todos vocês a serem missionários da alegria. Não se pode ser feliz se os outros não são: a alegria deve ser partilhada. Contem aos outros jovens a alegria de ter encontrado o tesouro precioso que é o próprio Jesus. Não podemos guardar para nós a alegria da fé: para que ela possa permanecer nós, devemos transmiti-la". É a tarefa que o Santo Padre confia aos jovens do mundo na mensagem a eles enviada para a XXVII Jornada Mundial da Juventude que se celebrará em 1° de abril de 2012, Domingo de Ramos, a nível diocesano, sobre o tema extraído da Carta de São Paulo aos Filipenses: "fiquem sempre alegres no Senhor" (4,4).
O Papa sublinha que "a alegria é um elemento central da experiência cristã", e em particular, é uma das características de cada Jornada Mundial da Juventude". "A Igreja tem a vocação de levar ao mundo a alegria, uma alegria autêntica e duradoura, aquela que os anjos anunciaram aos pastores de Belém na noite do nascimento de Jesus", recorda o Santo Padre que em sua mensagem evidencia como "no difícil contexto atual, muitos jovens... precisam imensamente de ouvir que a mensagem cristã é uma mensagem de alegria e esperança"! "Além da gratificação imediata e passageira, o nosso coração busca a profunda alegria, plena e duradoura, que possa dar "sabor" a "existência", escreve o Papa, que ressalta como as alegrias autênticas "encontram sua origem em Deus, mesmo que não pareça à primeira vista". Então, encontra o Senhor, fazer espaço a Jesus Cristo e ao seu Evangelho, "é o caminho para ter a paz e a verdadeira felicidade dentro de nós mesmos, é o caminho para a verdadeira realização de nossa existência como filhos de Deus".

"A alegria está intimamente ligada ao amor: são dois frutos inseparáveis do Espírito Santo. O amor produz alegria e a alegria é uma forma de amor", explica o Papa, convidando os jovens a entrar na alegria do amor sendo generosos, engajando-se plenamente na vida, com especial atenção para os mais necessitados, ajudando a tornar a sociedade mais justa e humana. Em seguida, ele os exorta a não terem medo do chamado Cristo para a vida religiosa, monástica, missionária ou sacerdotal: "Estejam certos de que Ele enche de alegria aqueles que, dedicando sua vida nessa perspectiva, respondendo ao seu convite a deixar tudo para ficar com Ele e dedicando-se com coração indiviso ao serviço dos outros". O Santo Padre pede enfim para recorrer frequentemente ao Sacramento da Penitência e da Reconciliação, que é "o Sacramento da alegria reencontrada", e mostra como modelos dois jovens Beatos, Pier Giorgio Frassati (1901-1925) e Chiara Badano (1971-1990), "que mostram como o autêntico cristão fica nunca desesperado e triste, mesmo diante das provas mais duras, e mostram que a alegria cristã não é uma fuga da realidade, mas uma força sobrenatural para enfrentar e viver as dificuldades diárias.

"A mensagem termina com um convite aos jovens a serem "testemunhas da alegria", "missionários entusiastas da nova evangelização! Levem ao que sofrem, aos que estão em busca a alegria que Jesus quer doar. Levem-na em suas famílias, em suas escolas e universidades, em seus locais de trabalho e aos grupos de amigos, onde vocês vivem. Vocês verão que a alegria é contagiosa".

Fonte: CNBB

Regional Nordeste 5 da CNBB realiza encontro da Pastoral da Comunicação

A defesa de maior integração entre os comunicadores das 12 dioceses do Maranhão marcou o Encontro da Pastoral da Comunicação (Pascom), do Regional Nordeste 5 da CNBB, realizado de entre 23 e 25 de março na casa de Encontro dos Missionários Combonianos, em São Luís (MA). Mais de 40 pessoas participaram do encontro.

O jornalista e professor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Ed Wilson Araújo, ressaltou que o trabalho da Pascom deve envolver atividades de uma pastoral evangelizadora para uma mobilização social, no conteúdo dos meios de comunicação. Segundo o professor “é preciso que se transmitam valores, estimulando as pessoas a inovarem suas posturas como verdadeiros cristãos”.

A Assessora da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação Social da CNBB, irmã Élide Maria Fogolari, esteve presente durante todo o encontro. Ela detalhou os fundamentos da Pascom a nível nacional, tendo como base a citação “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura,” (Mc 16, 15), e apresentou princípios que devem nortear as atividades dos comunicadores da pastoral. “A Pascom está fundamentada, no ser e no agir de Cristo”.

Foram realizadas quatro oficinas com o objetivo de formação, sobre rádio, jornal mural, jornal impresso e liturgia. Irmã Élide orientou também a elaboração de um projeto da Pascom para o Regional que será apresentado ao arcebispo de São Luís, dom José Belisário da Silva, por uma equipe formada no encontro.

Fonte: CNBB

Domingo de Ramos: dia da Coleta Nacional da Solidariedade

No próximo domingo, dia 1º de abril, dioceses, paróquias e comunidades de todo país celebrarão o Domingo de Ramos, dia em que os cristãos de todo o mundo fazem memória a entrada de Jesus em Jerusalém. É nesta data que a Igreja realiza a Coleta Nacional da Solidariedade, gesto concreto da Campanha da Fraternidade, em que todas as doações financeiras realizadas pelos fiéis farão parte dos Fundos Nacional e Diocesano de Solidariedade.

Voltado para o apoio a projetos sociais, os fundos são compostos da seguinte maneira: 60% do total da coleta permanecem na diocese de origem e compõe o Fundo Diocesano de Solidariedade e 40% são destinados para o Fundo Nacional de Solidariedade. O resultado integral da coleta da Campanha da Fraternidade de todas as celebrações do Domingo de Ramos será encaminhado à respectiva diocese.

Em 2012, com o tema “Fraternidade e Saúde Pública”, a Campanha da Fraternidade (CF) reflete junto aos seus fiéis temas como a atual situação do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com o texto base da CF 2012, dados do IBGE mostram que enquanto os mais ricos usam a maior parte de seu orçamento com saúde no pagamento de planos privados, os mais pobres têm os remédios como item de maior consumo de seus gastos com saúde.

Fonte: CNBB

Formação Missionária - Curso de Extensão em Missiologia


quarta-feira, 28 de março de 2012

Jornada da Juventude na região Brasilândia


Espaço Filosófico - Reconhecimento ético e virtudes


Na Missa em Havana, Papa sublinha importância da liberdade religiosa para plena maturidade humana e desenvolvimento social

Umas trezentas mil pessoas terão participado na Missa celebrada pelo Papa, na manhã desta quarta-feira, na Praça da Revolução, no centro de Cuba. Na homilia, comentando as leituras da liturgia desta quarta-feira, Bento XVI evocou o episódio dos jovens lançados na fornalha ardente, porque se recusavam a renegar a sua fé: “os três jovens, perseguidos pelo soberano babilonense, antes preferem morrer queimados pelo fogo que trair a sua consciência e a sua fé. Eles encontraram a força de «louvar, glorificar e bendizer a Deus» na convicção de que o Senhor do universo e da história não os abandonaria à morte e ao nada. De facto, Deus nunca abandona os seus filhos, nunca os esquece. »

Evocando depois o Evangelho do dia « Se vos mantiverdes no meu amor… conhecereis a verdade, e a verdade vos fará livres », Bento XVI sublinhou que todo o ser humano deseja a verdade. Procurá-la é exercitar a autêntica liberdade ». Muitos preferem os atalhos, evitando essa tarefa. Outros não reconhecem a possibilidade de o homem atingir a verdade, ou negam mesmo que exista uma verdade para todos. Este cepticismo e relativismo suscitam um coração distante, vacilante, dobrado sobre si mesmo – advertiu o Papa, que aludiu ainda a uma outra posição – a dos que interpretam mal a busca da verdade, caindo na irracionalidade ou no fanatismo, atitudes que o discípulo de Jesus não pode adotar…
“quem age irracionalmente não pode chegar a ser discípulo de Jesus. Fé e razão são necessárias e complementares na busca da verdade. Deus criou o homem com uma vocação inata para a verdade e, por isso, dotou-o de razão. Certamente não é a irracionalidade que promove a fé cristã, mas a ânsia da verdade. Todo o ser humano deve perscrutar a verdade e optar por ela quando a encontra, mesmo correndo o risco de enfrentar sacrifícios.”

Aliás – acrescentou ainda o Papa - a verdade sobre o homem é um pressuposto imprescindível para alcançar a liberdade, porque é nela que descobrimos os fundamentos duma ética com que todos se podem confrontar, com formulações claras e precisas sobre a vida e a morte, os deveres e direitos, o matrimônio, a família e a sociedade, enfim sobre a dignidade inviolável do ser humano.
“É este patrimônio ético que pode aproximar todas as culturas, povos e religiões, as autoridades e os cidadãos, os cidadãos entre si, os crentes em Cristo com aqueles que não crêem n’Ele. / Ao ressaltar os valores que sustentam a ética, o cristianismo não impõe mas propõe o convite de Cristo para conhecer a verdade que nos torna livres.”

O fiel é chamado a dirigir este convite aos seus contemporâneos, como fez o Senhor, mesmo perante o sombrio presságio da rejeição e da Cruz. O encontro pessoal com Aquele que é a verdade em pessoa impele-nos a partilhar este tesouro com os outros, especialmente através do testemunho.
“Queridos amigos, não hesiteis em seguir Jesus Cristo. N’Ele encontramos a verdade sobre Deus e sobre o homem. Ajuda-nos a superar os nossos egoísmos, a sair das nossas ambições e a vencer o que nos oprime. Aquele que pratica o mal, aquele que comete pecado é escravo do pecado e nunca alcançará a liberdade (cf. Jo 8, 34). Somente renunciando ao ódio e ao nosso coração endurecido e cego é que seremos livres, e uma vida nova germinará em nós.

Para poder testemunhar e comunicar aos outros o que vive e acredita, Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida – sublinhou o Papa – a Igreja precisa de poder contar com a liberdade religiosa, que lhe permita proclamar e celebrar publicamente a própria fé…
“ Há que reconhecer, com alegria, os passos que se têm realizado em Cuba para que a Igreja cumpra a sua irrenunciável missão de anunciar, publica e abertamente, a sua fé. Mas é preciso avançar ulteriormente. E desejo encorajar as instâncias governamentais da Nação a reforçarem aquilo que já foi alcançado e a prosseguirem por este caminho de genuíno serviço ao bem comum de toda a sociedade cubana.”

Quando a Igreja chama a atenção para o direito à liberdade religiosa, não está a reclamar nenhum privilégio – sublinhou o Papa, quase a concluir a sua homilia. “Pretende apenas ser fiel ao mandato do seu divino fundador, na certeza de que onde Cristo se torna presente, o homem cresce em humanidade e encontra a sua consistência”. É por isso que a Igreja procura dar o seu testemunho na pregação e no ensino, tanto na catequese como no âmbito escolar e universitário…

“É de esperar que também aqui, em breve, chegue o momento em que a Igreja possa levar aos campos do saber os benefícios da missão que o seu Senhor lhe confiou e que nunca pode descurar… … Cuba e o mundo precisam de mudanças, mas estas só poderão ter lugar se cada um estiver em condições de se interrogar sobre a verdade e decidir-se a tomar o caminho do amor, semeando reconciliação e fraternidade”.

Fonte: Rádio Vaticano

Homenagem a Maria leva milhares de cristãos e muçulmanos a Itaipu

A hidrelétrica de Itaipu transformou-se neste sábado (24) no maior centro de integração étnico-cultural e religioso da América Latina. O encontro "Maria, exemplo para todos nós", promovido pela Pastoral da Criança Internacional e comunidade islâmica e árabe de Foz do Iguaçu, reuniu cerca de 3 mil pessoas, do Brasil, Paraguai e Argentina, no Mirante do Vertedouro da usina.

Autoridades políticas e religiosas dividiram o mesmo palco e destacaram a vida de Maria - mãe do filho de Deus, para os cristãos, e mãe do profeta Jesus, para os muçulmanos - como exemplo de integração dos povos. Sete tendas temáticas e um espaço para meditação foram montados para atender o público.

Estiveram presentes o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Jorge Samek; o vice-governador do Paraná, Flávio Arns; o prefeito de Foz do Iguaçu, Paulo Mac Donald Ghisi; o secretário geral do Comitê do Diálogo Cristão Muçulmano, Mohammad Sammak; o cardeal e arcebispo emérito de Salvador, dom Geraldo Majella Agnelo; o vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom José Belisário da Silva; o guia religioso da Sociedade Beneficente Islâmica de Foz do Iguaçu, xeque Muhamad Jaafar Khalil; a coordenadora nacional da Pastoral da Criança, irmã Vera Lúcia Altoé; e o coordenador da Pastoral da Criança Internacional, Nelson Arns Neumann.

Representantes da Rede Global de Religiões pela Paz (GNRC), vindos de países como Nepal, Índia, França, Turquia, França e de outras quatro nações, também participaram do evento. Só a CNBB, o mais importante organismo católico do Brasil, levou Itaipu a 14 autoridades da Igreja. A comunidade muçulmana da região das três fronteiras foi representada por sete autoridades.

No Alcorão, livro sagrado do Islã, Maria é mencionada 34 vezes como exemplo de mulher, à frente das citações de Jesus, que aparece no texto em 25 ocasiões. O "hijab", véu usado pelas muçulmanas, foi adotado pela religião por influência do traje de Maria.

Presentes

Para selar o espírito de união entre os povos, Mohammad Sammak entregou duas imagens de Maria para o arcebispo emérito de Salvador, dom Geraldo Majella Agnelo, e para o vice-presidente da CNBB, dom José Belisário da Silva. "Agradeço, muito comovido, a Deus, nosso Pai, que nos deu essa demonstração do seu amor unindo muçulmanos e cristãos", disse dom Geraldo.

"Esta homenagem é uma ocasião para as famílias conhecerem melhor o exemplo de Maria e, também, é um momento de união das duas maiores religiões do mundo", acrescentou o cardeal, que, junto com Zilda Arns, foi um dos fundadores da Pastoral da Criança. Zilda Arns morreu durante o terremoto do Haiti, em janeiro de 2010, quando visitava comunidades carentes atendidas pela Pastoral.

"Esse é um encontro valioso e que deve ser registrado na história do Brasil. Os povos devem buscar pontos e valores em comum para construir um Brasil e também um mundo mais unido", afirmou o xeque Mohamed Khalil, guia religioso da Sociedade Islâmica Beneficente de Foz do Iguaçu.

Jorge Samek lembrou que a própria Itaipu, empreendimento que une Brasil e Paraguai, representa uma marca de integração da América do Sul. "Para construir Itaipu foi preciso muito diálogo e muita compreensão. Não é muito diferente deste evento de hoje. Nós podemos aqui representar as diversas crenças em um processo efetivo de integração com cristãos e muçulmanos, unidos para homenagear Maria", avaliou.

O diretor-geral de Itaipu observou que a usina, para gerar energia, depende essencialmente de um bem da natureza. "A água é o símbolo maior da vivência e da convivência humana. É impossível ter vida sem água, esse dom de Deus. Em Foz do Iguaçu, nós temos água do Rio Paraná para fazer energia, e do Rio Iguaçu para fazer essa beleza que encanta o mundo, que são as Cataratas", relacionou.

"A mil metros de profundidade também passa aqui o maior aquífero da América do Sul, que é o Aquífero Guarani. Portanto, estamos exatamente em um local abençoado e que tem a água como protagonista", completou Samek.

Para o vice-governador Flávio Arns - sobrinho de Zilda Arns -, o encontro em Foz do Iguaçu representa uma etapa importante no caminho pela construção da cultura da paz. "A paz, eu sempre digo, é consequência da justiça. E a justiça se constrói pela realização dos direitos humanos básicos - educação, saúde, assistência, apoio. Então esse é um grande encontro cristão-muçulmano para a construção da paz. Essa é a grande mensagem que tem que ser levada para o Paraná, o Brasil e o mundo".

O bispo de Foz do Iguaçu, dom Dirceu Vegini, acrescentou que "esse é um momento importantíssimo para a sociedade porque desejamos, por meio deste encontro, fortalecer ainda mais o caminho da integração". "Todos nós, independentemente da religião, somos defensores da vida e da paz", reforçou.

O prefeito de Foz do Iguaçu, Paulo Mac Donald Ghisi, disse que a cidade é parte de um movimento mundial histórico de integração entre os povos de mais de 70 etnias que vivem no município. "Foz se sente parte importante do mundo. Aqui, convivemos com respeito às diferenças. O município trata a todos com igualdade, independentemente de religião ou de etnia, como manda a Constituição".

Integração religiosa e social

Cristãos, muçulmanos, hindus e seguidores de outras religiões, inclusive a hare krishna, transformaram o Mirante do Vertedouro num caldeirão de integração religiosa, étnica e social.

Os paramentos usados pelas autoridades religiosas e as vestes típicas de muitos fiéis despertaram curiosidade. Ao longo da manhã, católicas e muçulmanas posaram lado a lado para um número incontável de fotografias.

"Eu acho o máximo o interesse de outras pessoas pela nossa religião. Sou brasileira e sigo o Islã, mas as diferenças terminam aí. Maria é santa para todos nós", disse Sônia Neves da Silva Zahoui, após uma sessão de fotos com mulheres da Pastoral da Criança.

"Temos um só Deus e cremos em Jesus", disse Mirian Martinez Rataraf, argentina muçulmana que vive em Ciudad del Este, no Paraguai. "Esta experiência ajuda a compreendermos uns aos outros", completou Mirian. "Fico feliz por saber que a Santa Maria é amada como exemplo de mulher em outras crenças, além da cristã", disse a católica Neuza Carboni, de Foz do Iguaçu.

Além do aspecto religioso, o evento teve um forte cunho social. Por meio de tendas como "Maria, exemplo de Comunicação" os coordenadores da Pastoral da Criança de todo o País compartilharam com o público as iniciativas da instituição para proteção à infância.

A freira Maria Doralice de Oliveira, que vive no distrito de Caaguazú, no Paraguai, levará ao país vizinho duas ações que conheceu na Pastoral da Criança. A primeira é para estimular os pais a deixarem os bebês sempre de barriga para cima - iniciativa capaz de reduzir em 70% o percentual de mortes súbitas em recém-nascidos. A outra iniciativa é a campanha que pede a aplicação imediata de antibiótico nas crianças no momento da prescrição médica. De acordo com a Pastoral, a medida também reduz a mortalidade infantil por infecções.
 

Fonte: CNBB

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 2012

Entre os dias 20 e 27 de maio, cristãos de todo o Hemisfério Sul estarão unidos celebrando a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (SOUC). Será uma semana muito especial, pois pessoas das mais variadas etnias e culturas estarão dedicadas à reflexão sobre a importância da unidade na diversidade.

A SOUC, que este ano tem como tema "Todos seremos transformados pela vitória de nosso Senhor Jesus Cristo", baseado na carta do apóstolo Paulo, pretende contribuir para que irmãos de diferentes congregações se juntem em momentos únicos de partilha, comunhão e integração.

Acesse o blog da SOUC e saiba tudo sobre o evento, baixe o cartaz e sabia a programação de sua região. O endereço eletrônico é http://semanadeoracaopelaunidade.blogspot.com.br/.

Leia abaixo uma carta assinada pelos integrantes do Conselho de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC) sobre a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos.

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos: carta das Igrejas-membro do CONIC

Brasília, 09 de março de 2012

Irmãos e irmãs da caminhada ecumênica!

cartaz_concluido-1Nós representantes das igrejas membro do CONIC, reunidos neste dia 09 de março em Brasília nos dirigimos a vocês na paz e na graça do nosso Senhor Jesus Cristo.

Nos aproximamos de mais uma Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos. Este ano, estaremos unidos/as em oração de 20 a 27 de maio, sob o lema bíblico da Primeira Carta do Apóstolo Paulo aos Coríntios: "Todos seremos transformados pela vitória de nosso Senhor Jesus Cristo" (1ª Coríntios 15. 51 - 58). Irmãos e irmãs da Polônia, país marcado por histórias de sofrimento, mas também por muita coragem no testemunho da fé, vencendo inúmeros desafios, prepararam esta semana de oração.

Convidamos a cada um/a de vocês a se unirem a este grande mutirão, que a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos produz. Cada um/a é chamado/a a transformar a realidade onde vive e a construir um mundo melhor. Temos diante de nós muitos desafios, oremos e mostremos sinais concretos na busca de superação!

Que a reflexão desta Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos nos anime a confiar sempre mais na transformação possível, com a fé alimentada na certeza que vem da vitória do Ressuscitado.

Com nossa benção e Fraterna Saudação,

Dom Maurício José Araújo de Andrade
Bispo Primaz da Igreja Anglicana

Pastor Dr. Nestor Paulo Friedrich
Pastor Presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil

Dom José Belisário da Silva
Vice- Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

Rev. Cacilene Aparecida Nobre
Rep. da Igreja Presbiteriana Unida

Dra. Zulmira Inês Lourena Gomes da Costa
Rep. Igreja Sirian Ortodoxa de Antioquia


Fonte: CNBB

terça-feira, 27 de março de 2012

Publicada a mensagem do Papa para a JDJ e um subsídio da Comissão para a Juventude da CNBB

Foi publicada nesta terça-feira, 27, a mensagem de papa Bento XVI por ocasião da 27ª Jornada Mundial da Juventude, que será celebrada no próximo Domingo de Ramos, em nível diocesano. A recordação do encontro de Madri, no último mês de agosto, ainda está presente no coração do papa. De fato, afirma na sua mensagem, “foi um momento extraordinário de graça, durante o qual o Senhor abençoou os jovens ali presentes, vindos do mundo inteiro”.

“Dou graças a Deus pelos muitos frutos que a Jornada suscitou e que no futuro seguirão multiplicando-se entre os jovens e as comunidades às quais pertencem. Agora nós estamos nos dirigindo para o próximo encontro no Rio de Janeiro no ano de 2013, que terá como tema ‘Ide e fazei discípulos entre todas as nações’ (cf. Mt 28,19), diz a mensagem do papa.

O tema da Jornada Mundial da Juventude deste ano é tirado da Carta do Apóstolo São Paulo aos Filipenses: “Alegrai-vos sempre no Senhor” (4,4). “De fato a alegria é um elemento central da experiência cristã. Também experimentamos em cada Jornada Mundial da Juventude uma alegria intensa, a alegria da comunhão, a alegria de sermos cristãos, a alegria da fé. Esta é uma das características desses encontros”, diz Bento XVI.

O papa continua sua mensagem afirmando que “a Igreja tem a vocação de levar a alegria ao mundo, uma alegria autêntica e duradoura, a dos anjos que anunciaram aos pastores de Belém o nascimento de Jesus”.

Deus não somente falou, não somente realizou sinais prodigiosos na história da humanidade, mas se fez tão próximo que chegou a se fazer um de nós, percorrendo todas as etapas da vida do homem. No difícil contexto atual, muitos jovens, ao redor de vocês, têm uma grande necessidade de sentir que a mensagem cristã é uma mensagem de alegria e esperança.

Na sua mensagem o papa quer então refletir com os jovens sobre esta alegria, sobre os caminhos para encontrá-la, para que eles possam vivê-la cada vez com mais profundidade e serem mensageiros dela entre aqueles que os circundam.

O texto da mensagem está dividido em sete pontos: Nosso coração foi feito para a alegria; Deus é a fonte da verdadeira alegria; Conservar no coração a alegria cristã; A alegria do amor; A alegria da conversão; A alegria nas provas; Testemunhas da alegria.
Na última parte da mensagem o papa Bento XVI convida os jovens a serem missionários da alegria. Não se pode ser feliz se os demais não são felizes. Por isso é necessário compartilhar a alegria. “Vão contar aos demais jovens a sua alegria de ter encontrado aquele tesouro precioso que é Jesus. Não podemos conservar para nós a alegria da fé; para que esta possa permanecer em nós, temos que transmiti-la”, disse.

Subsídio

A Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), lançou um subsídio para as celebrações da Jornada Diocesana da Juventude. 

Fonte: CNBB

Regional NE 4 se prepara para o 3º Congresso Missionário Nacional

O Regional Nordeste 4 da CNBB (Piauí) realizou no fim de semana, dias 23 a 25, no município de Campo Maior, o Encontro do Conselho Missionário Regional (Comire). O encontro, que contou com a participação de três dioceses do Regional, do bispo de Campo Maior, dom Eduardo Zielski, além de três padres, quatro religiosas e nove regionais estudaram o Instrumento de Trabalho do 3º Congresso Missionário Nacional, evento que acontecerá em julho deste ano, em Palmas (TO).


O diretor nacional das Pontifícias Obras Missionárias (POM), padre Camilo Pauletti, observou alguns pontos frisados no encontro. “Sentimos uma boa acolhida do tema; não foi difícil compreender as reflexões propostas no texto. Os participantes se situam neste mundo secularizado e pluricultural e tomam consciência que a missão é exigente. Eles também sentiram que o Concílio Vaticano II, continua atual, trazendo luzes para os nossos dias nas diferentes dimensões da vida Eclesial. Foi dado destaque à espiritualidade missionária e aos testemunhos de quem já experimentou a alegria da missão”, comentou.

Houve, durante os dias, duas celebrações com o povo, às 6h da manhã de sábado e domingo. “Nesta realidade do Piauí, percebi como o povo começa cedo do dia a vivência espiritual e comunitária”, disse padre Camilo. As dioceses partilharam a sua caminhada missionária. Destaque para a força da Infância e Adolescência Missionária (IAM) e das Missões Populares, muito presente nas paróquias e comunidades.

Por fim, deram encaminhamentos para a escolha dos delegados que vão participar do 3º CMN, assim como o compromisso de envolver as outras dioceses, preparar junto com o povo e lideranças de todo o Regional, o espírito e a vivência do Congresso Missionário de Palmas.

Fonte: Fúlvio Costa - POM

Estudos do YouCat espalham-se pelo Brasil

A partir do desejo do Santo Padre, o papa Bento XVI, de que o Catecismo Jovem fosse estudado pela juventude, e com a criação do Projeto de Evangelização Catecismo Jovem, que motivou por todo o Brasil o uso do YouCat através das redes sociais, muitas foram as formas encontradas de estudo do novo instrumento de evangelização.

Em Porto Seguro (BA), terra onde foi rezada a primeira missa no Brasil, a juventude sente-se motivada a estudá-lo, como afirmou Jerônimo Lauricio, grande motivador dos encontros: “como ficar inerte diante de tanto cuidado e amor? Foi essa a inquietação que começou a ser gerada no interior de alguns jovens em Porto Seguro, Terra de Santa Cruz, onde começou a evangelização do nosso país”. Lá os jovens se reúnem todas as segundas-feiras, às 19:30h, na Paróquia São Sebastião, para estudar o Catecismo, a Palavra de Deus e aprofundarem-se no conhecimento da Igreja.

Na Comunidade Católica Canção Nova, todas as quintas-feiras, jovens consagrados se reúnem para juntos participarem de uma formação do YouCat. Segundo Edna Carvalho, que é colaboradora do Projeto de Evangelização Catecismo Jovem e organizadora do grupo de estudo na Canção Nova, “tem acontecido formações na minha e em outras casas também, sempre fazemos estudo e partilhamos. Partilhamos a idéia com nossos irmãos e muitos se empolgaram”.

Na diocese de Lorena (SP), a paróquia Santa Cecília está organizando por iniciativa do Setor Juventude Diocesano uma escola de formação do YouCat, sobre a orientação do padre Alessandro Henrique das Chagas. Segundo o seminarista Renan Félix, um dos organizadores, a ideia é realizar o “YouCat Scholl”, um curso modular de estudo do catecismo jovem. O jovem Robson Moraes, da paróquia onde o projeto está sendo pensado, conta que “o Estudo estará aberto para as demais paróquias da cidade ou quem quiser participar”.

Para a equipe do Catecismo Jovem (www.catecismojovem.com.br), estas muitas experiências em todos os cantos do país mostram as oportunidades de se evangelizar utilizando-se do Catecismo Jovem. É o desejo do papa que torna-se cada vez mais concreto, com jovens juntando-se, formando grupos de estudo e partilhando o YouCat, seja nas redes sociais ou em encontros presenciais.

Fonte: CNBB

Tarde de Espiritualidade


Exercícios espirituais de Semana Santa


O apelo do Papa aos católicos cubanos, “para que lutem com as armas da paz, do perdão e da compreensão, para construir uma sociedade aberta e renovada

Por ocasião dos 400 anos da descoberta da imagem da Virgem da Caridade, padroeira de Cuba., Bento XVI presidiu na Praça Antonio Maceo de Santiago de Cuba a Santa Missa durante a qual entregou à Virgem da Caridade a Rosa de Ouro.

A homilia da Missa desta segunda-feira à tarde, em Santiago de Cuba, com a Igreja universal a celebrar a festa mariana da anunciação do Senhor, foi naturalmente centrada no mistério da incarnação. O Papa começou por interrogar-se o que significa este mistério, que São João exprime com as palavras “O Verbo fez-se carne e habitou no meio de nós”.

“A expressão «fez-Se carne» indica a realidade humana mais concreta e palpável. Em Cristo, Deus veio realmente ao mundo, entrou na nossa história, habitou no meio de nós, realizando assim a profunda aspiração do ser humano de que o mundo seja realmente uma casa para o homem. Pelo contrário, quando Deus é posto de lado, o mundo transforma-se num lugar que não é hospitaleiro para o homem, frustrando ao mesmo tempo a verdadeira vocação da criação que é ser o espaço para a aliança, para o «sim» do amor entre Deus e a humanidade que Lhe responde.”

Com a anunciação do arcanjo são Gabriel a Maria, somos levados a descobrir que “o nosso Deus, ao entrar no mundo, quis contar com o consentimento livre de uma sua criatura”. “É comovedor ver como Deus não só respeita a liberdade humana, mas parece mesmo ter dela necessidade”.

“Deus criou-nos como fruto do seu amor infinito; por isso viver segundo a sua vontade é o caminho para encontrar a nossa verdadeira identidade, a verdade do nosso ser, enquanto que o distanciamento de Deus nos afasta de nós mesmos e precipita-nos no vazio.
A obediência na fé é a verdadeira liberdade, a autêntica redenção, que permite unirmo-nos ao amor de Jesus no seu esforço por Se conformar com a vontade do Pai. A redenção é sempre esse processo de levar a vontade humana à plena comunhão com a vontade divina.”

Pelo seu papel insubstituível no mistério de Cristo, a Virgem Maria representa a imagem e o modelo da Igreja – recordou o Papa, que declarou conhecer “o esforço, audácia e abnegação” demonstradas pelos fiéis cubanos para fazer refletir, nas circunstâncias concretas do país, o verdadeiro rosto da Igreja…

“A Igreja, corpo vivo de Cristo, tem a missão de prolongar na terra a presença salvadora de Deus, de abrir o mundo para algo maior do que ele mesmo, ou seja, para o amor e a luz de Deus.
Vale a pena, amados irmãos, dedicar toda a vida a Cristo, crescer cada dia na sua amizade e sentir-se chamado a anunciar a beleza e a bondade da própria vida a todos os homens, nossos irmãos.”

A concluir, Bento XVI evocou especialmente o lugar do matrimónio e da família na concretização do projeto de Deus, com a “incomparável dignidade de cada vida humana”:

O mistério da Encarnação, em que Deus Se aproxima de nós, mostra-nos também a dignidade incomparável de cada vida humana. Por isso, no seu projeto de amor, desde a criação, Deus confiou à família fundada no matrimônio a sublime missão de ser célula fundamental da sociedade e verdadeira Igreja doméstica.”

“Cuba tem necessidade do testemunho de fidelidade dos esposos , da sua unidade, da sua capacidade de acolher a vida humana” – insistiu o Papa, que concluiu com um apelo aos católicos cubanos, “para que vivam de Cristo e para Cristo, lutando – com as armas da paz, do perdão e da compreensão, para construir uma sociedade aberta e renovada, uma sociedade melhor, mais digna do homem, que reflita a bondade de Deus”.

Fonte: Rádio Vaticano

JDJ terá videoconferência ao vivo com Dom Orani direto de Roma

No próximo sábado, dia 31 de março, a Arquidiocese do Rio realizará a Jornada Diocesana da Juventude (JDJ), antecipando a celebração do Domingo de Ramos (este ano, em 1º de abril), em que o mundo todo comemora a Jornada Mundial da Juventude em nível diocesano. O evento acontecerá a partir das 14h, no bairro de Ipanema.

Todos os anos a JMJ em âmbito diocesano é celebrada no Domingo de Ramos e, com intervalos que podem variar entre dois e três anos, são feitos os grandes encontros internacionais. A Jornada de 2012 será a 27ª edição do encontro (a contagem inclui as JMJs diocesanas e os encontros mundiais, desde 1986, com a primeira JMJ em Roma) e tem como lema: "Alegrai-vos sempre no Senhor!" (Fl 4,4).

A celebração da JDJ no Rio está sendo organizada pelo Setor Juventude e pelo Comitê Organizador Local (COL) da JMJ Rio 2013.

Segundo padre Omar Raposo, coordenador de eventos de massa da Arquidiocese do Rio de Janeiro, um grande momento da JDJ será a mensagem ao vivo, direto de Roma, que o arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, dará aos jovens.

"Além de tudo que está já previsto pelo Setor Juventude, pelas paróquias envolvidas, nós teremos também uma entrada ao vivo do arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, direto de Roma falando com os jovens aqui no Parque Garota de Ipanema. Então, vai ser um momento de emoção, de troca de experiências, com o nosso arcebispo podendo dar uma mensagem bonita para todo mundo", destacou.

Dom Orani e todos os responsáveis pelos setores do COL estarão em Roma para uma semana de atividades junto ao Pontifício Conselho para os Leigos, que é o Comitê Organizador Local das JMJs.

Música, fé e saúde unem os jovens

Na concentração para a JDJ, a partir das 14h, na parte central da Praça Nossa Senhora da Paz, o DJ Piedade estará embalando a juventude com muita música. Às 15h, será a vez do bloco Sambadorando tocar para os jovens.

Em sintonia com a Campanha da Fraternidade deste ano, que tem como tema “Fraternidade e Saúde Pública”, também haverá na praça, das 14h às 16h, tendas com jovens da área de saúde atendendo não só a juventude, como também a todos que passarem pela praça. Além disso, também haverá tendas da JMJ Rio2013 tirando dúvidas e fazendo inscrições para voluntários.

A Santa Missa será iniciada às 16h, com a bênção dos Ramos, tendo como celebrante o bispo auxiliar do Rio de Janeiro, Dom Nelson Francelino. Em seguida, os jovens seguirão em procissão pelas ruas do bairro e pela orla da praia, em companhia de um trio elétrico com a banda God First, em direção ao Parque Garota de Ipanema, no Arpoador, onde haverá a continuação da Missa e seu encerramento, por volta das 19h30.

Logo após a Santa Missa, o evento continua com o show da banda Ministério Amor e Adoração e de Eliana Ribeiro, da Canção Nova, que deve terminar por volta das 21h30.

Reunião geral

No último sábado, dia 17, foi realizada a reunião geral com todos os integrantes da equipe de coordenação da JDJ para fechar os últimos ajustes para o evento. Após a reunião, todos os presentes fizeram o caminho que deverá ser o trajeto da procissão.

De acordo com Juliana Fernandes, uma das coordenadoras do Setor Juventude, "estamos procurando uma estrutura cada vez melhor, mais agradável para poder acolher os nossos jovens da melhor forma", explicou.

Segundo o padre Jorge Luiz Neves, diretor espiritual do grupo de jovens da Paróquia Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, a JDJ será uma preparação para a Jornada Mundial da Juventude que acontecerá no próximo ano.

"Estamos convocando os jovens de todo o Rio de Janeiro para esse testemunho público da nossa fé", ressaltou.

Fonte: Rio2013 - Renato Francisco

Somos Igreja jovem!

O mês de janeiro de 2012 ficará marcado na O mês de janeiro de 2012 ficará marcado na história da Pastoral da Juventude. Além de realizar o seu décimo encontro nacional (ENPJ), com a presença de mais de seiscentas lideranças e assessores de todo o Brasil, a PJ aproveitou a atividade e lançou, nas terras de Maringá/PR, o subsídio de estudo denominado “Pastoral da Juventude: um jeito de ser e fazer - Somos Igreja Jovem”.

A construção do subsídio teve a contribuição coletiva de muitas mãos, mãos de jovens e assessores de todo o Brasil, que durante todo o ano de 2011 debruçaram-se para aprofundar os temas necessários para o subsídio.

A publicação traz em seu conteúdo elementos importantes para a caminhada evangelizadora da Pastoral da Juventude, como a história, a identidade, a missão, os princípios, a espiritualidade, entre outros assuntos. Dá destaque especial aos seis projetos nacionais e aos itens sobre a organização da PJ.

Para o jovem Thiago Silveira, da arquidiocese de Fortaleza/CE, “a publicação é sem dúvida um marco para nossa caminhada pastoral. Não somente para o grupo que estava no ENPJ, mas para todas as outras mãos que ao longo da história ajudaram a escrever a vida da Pastoral da Juventude.” A jovem baiana Deisy Rocha, de Vitória da Conquista/BA, destaca que “a publicação chegou em um momento muito bom para nossos jovens, pois em meio a tantas formas de  manifestar a fé no Cristo Ressuscitado, a PJ vem oferecer com este material elementos que reafirmam a identidade, a espiritualidade, a nossa missão e acima de tudo nosso jeito particular de Ser Igreja. Jeito este que é desafiador, alegre, comprometido e que busca estar junto dos mais necessitados.”

Destaca-se também o processo que a PJ quer desencadear nos próximos anos, por isso, optou em publicar o material como subsídio de estudo. Pois quer, ao longo dos próximos dois anos, desencadear um processo de estudo e aprofundamento, para que, na sua próxima atividade deliberativa (Ampliada Nacional, em 2014), seja aprofundado todo processo de estudo realizado pelos milhares de jovens e assessores organizados como PJ no Brasil.

A Coordenação Nacional e Comissão Nacional de Assessores da PJ deseja que todos os envolvidos no processo de evangelização juvenil possam contribuir com este material, sejam eles jovens ou assessores, leigos, leigas, bispos, padres ou religiosos, pertencentes a coordenações e assessorias regionais, diocesanas, paroquiais ou comunitárias, Congregações Religiosas, Centros e Institutos de Juventude, Pastorais Sociais, Movimentos Eclesiais Juvenis e outras organizações ou expressões juvenis. E é nesse sentido que todos estão convidados a enviar contribuições, sugestões e revisões ao material. A sugestão é criar momentos de estudo para debater o conteúdo e enviar suas contribuições ao e-mail publicacoes@pj.org.br.

Nesse caminho de preparação à Ampliada Nacional da PJ, em 2014, e de estudo deste subsídio, além de receber as contribuições no e-mail, também haverá outros passos de avaliação e análise. Portanto, serão disponibilizados no site da PJ (www.pj.org.br) formulários para o envio de contribuições, a partir de fevereiro de 2012.

Durante o ENPJ foram distribuídos para todos os estados mais ou menos 18 mil exemplares da publicação. O objetivo é que cada diocese e cada grupo possam ter acesso à publicação, aprofundando-a em sua realidade. “No desejo e na esperança de que muitos possam ter acesso a essa obra e contribuam no seu aprofundamento e atualização nos grupos de jovens em toda realidade brasileira”, diz Pe. Maicon Malacarne, da Diocese de Erexim/RS.

Todo este processo de impressão e distribuição da publicação foi feito em parceria com a Editora FTD, que além de apoiar esta iniciativa, também colaborou com o Encontro Nacional da PJ.

Além de tudo isso, a publicação contém em si um momento e uma época no percurso da caminhada da Pastoral da Juventude, rumo à construção do Reino de Deus. Um registro da identidade e da ação de uma pastoral movida pelo compromisso histórico com os jovens empobrecidos, sujeitos da novidade e dos direitos.

A convocação da PJ é que todos e todas sejam multiplicadores da Boa-Nova e do material junto aos jovens, tratando-o como subsídio de estudo, contribuindo na formação dos jovens dos grupos e no processo a ser vivido até a Ampliada de 2014.

A convocação é antes um apelo a seguir juntos, na fidelidade ao projeto de Jesus, construindo sempre nossa história com muitas mãos e em mutirão.


Fonte: Joaquim Alberto Andrade Silva Comissão Nacional de Assessores/as da Pastoral da Juventude

segunda-feira, 26 de março de 2012

Apelos á reconciliação nacional vão caracterizar a viagem de Bento XVI a Cuba onde chega esta segunda feira á tarde

Bento XVI inicia esta segunda feira a sua primeira visita a Cuba, durante a qual se vai rezar para que todos os habitantes da ilha se “reconheçam como irmãos”, para lá de “qualquer diferença”.
 
A oração vai ser feita na missa inaugural da viagem, em Santiago de Cuba, região oriental do país, poucas horas depois da chegada do Papa, vindo do México.
 
A cerimônia de boas-vindas no aeroporto local, onde Bento XVI vai discursar perante o presidente Raul Castro e a Conferência Episcopal Cubana, está programada para as 14h00 (hora local, mais sete em Roma).
 
A missa, com início marcado para as 17h30, na Praça Antonio Maceo [general cubano e líder independentista (1845-1896)], decorre por ocasião dos 400 anos da descoberta da imagem da Virgem da Caridade, padroeira de Cuba.
 
Além da celebração religiosa, a segunda visita papal na história do país, 14 anos depois da passagem de 
João Paulo II, vai ter em atenção a nova realidade sociopolítica, como demonstrou o próprio Bento XVI no avião que o levou desde Roma ao México, ao afirmar que a ideologia marxista, como foi concebida, já não responde à realidade”, pelo que é necessário “encontrar novos modelos”.
 
O Papa advertiu, no entanto, que “a Igreja não é um poder político, não é um partido, mas uma realidade moral, uma autoridade moral”.
 
Já o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, disse ao jornal italiano ‘La Stampa’ que a visita papal vai ajudar no processo “rumo à democracia” e abrir novos espaços à Igreja Católica em Cuba.
 
O presidente da Conferência Episcopal Cubana, D. Dionisio Garcia, disse aos jornalistas que as declarações de Bento XVI sobre o marxismo “não terão qualquer repercussão negativa” no decorrer da visita, que vai ser acompanhada por cerca de 800 jornalistas de 295 órgãos de comunicação de 33 países.
Segundo números da Santa Sé, existem em Cuba 6,7 milhões de católicos, o que corresponde a 60,19 por cento da população da ilha, que em 2012 celebra um ano jubilar.
 
O Papa vai entregar à Virgem da Caridade a Rosa de Ouro, sinal de devoção especial a este local de culto católico e passará a noite numa residência, junto ao santuário, que vai visitar em privado, como peregrinos, pelas 09h30 de terça-feira, antes de saudar a população da localidade do Cobre; às 10h30, o Papa parte rumo a Havana, num voo de 750 km.
 
A aterragem na capital está prevista para as 12h00 e quando forem 17h30 o Papa visita Raul Castro no Palácio da Revolução - admitindo-se a presença do antigo líder Cubano, Fidel Castro -, antes de jantar com os bispos de Cuba na Nunciatura Apostólica (embaixada da Santa Sé), pelas 19h15, edifício que será a sua residência em Havana.

A Praça da Revolução recebe às 09h00 de quarta-feira a última missa e homilia do Papa, que às 16h30 se despede de Cuba com um discurso no aeroporto de Havana, meia hora antes de partir para Roma, onde deve chegar às 10h15 de quinta-feira, 22 mil km após o início da viagem.

Fonte: Rádio Vaticano

Cuba: centenas de jovens se preparam para acolher o Papa em Santiago

41.320 folhetos e programas serão entregues

A menos de dois dias da chegada do Papa a Cuba, a Casa de Pastoral João Paulo II da Arquidiocese de Santiago de Cuba está com muita atividade. Grupos de jovens católicos colaboram na preparação de cartazes de boas-vindas e organizam a distribuição das credenciais, das camisetas e bonés que identificarão centenas de voluntários para a acolhida.

"Estamos trabalhando nos aspectos logísticos da Missa papal em Santiago", explica o diácono Humberto Gonzalez, que lidera a Comissão Diocesana das Missões. Gonzalez ressalta que na praça Antonio Maceo, onde se terá a Eucaristia do dia 26, se repartirão 41.320 folhetos e o mesmo número de programas para a liturgia, com as orações e com os cantos.

O folheto é o mesmo que circulou por todas as comunidades católicas de Cuba desde a quarta-feira de cinzas com o título “Dê a mão ao seu irmão”. Nele se convida ao povo para viver e realizar gestos de misericórdia durante o tempo da Quaresma.

Centenas de voluntários, identificados com uma camiseta e boné branco formarão os cordões de ordem durante a celebração.

As camisetas mostram o logótipo com a imagem da Virgem em azul e o lema "A caridade nos une" e a mensagem “Peregrino da caridade”.

No sábado 24, na Casa de Pastoral, Julita Soler recortava as credenciais com um grupo de jovens. Pertence a vários grupos da pastoral diocesana e diz que é algo que "nos enriquece." Com poucos anos de casamento, pensa que pertencer a um grupo de casais é muito importante. "A vida em torno de nós muitas vezes não está de acordo com os nossos ideais de matrimônio mas o grupo sim. Há casais com mais experiência que te ajudam".

A religiosa claretiana Beatriz Cecilia Medina passa o dia com os jovens voluntários. É Coordenadora da Pastoral Juvenil na Diocese e observou que no sábado, 24, deviam terminar esta tarefa, porque a partir do 25 os jovens se dedicarão a receber aqueles que vão chegando de trêm e nos comboios, que chegam antes para cuidar que a Missa esteja bonita”.

O jovem Luis Javier Mediaceja não pode colaborar tão diretamente nos preparativos quando João Paulo II visitou Cuba: "Eu era muito jovem, mas agora tenho mais senso de responsabilidade", comentou. Batizado desde pequeno e membro da paróquia Santa Teresinha, em Santiago, diz que é importante para os jovens participarem assim porque nos motiva como cristãos e como católicos para que nos integremos mais na nossa igreja”. Ele acredita que a visita do Papa mudará as expectativas dos jovens.

Camilo Fabra trabalhou por dez anos com a pastoral da juventude e agora trabalha na formação e na cultura com os Irmãos de La Salle. Em 1998, trabalhou na comissão de acolhida de João Paulo II e agora repete para acolher a Bento XVI. Diz que se vive a mesma alegria e motivação daquela vez, ao receber o Santo padre. “Desejamos que o povo expresse a sua fé e que nós possamos brindar um pouquinho da fé que temos com todos aqueles que queiram”.

Fonte: Araceli Cantero Guibert -Tradução Thácio Siqueira - Zenit
Local: Santiago de Cuba

sexta-feira, 23 de março de 2012

Chegam a Oeiras os Símbolos da Jornada Mundial da Juventude

Na tarde de quarta-feira, 21, dom Juarez Sousa da Silva, bispo de Oeiras (PI) recebeu das mãos de dom Plínio José Luz da Silva, bispo de Picos (PI), a Cruz e o Ícone de Nossa Senhora, Símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

Uma multidão esperava os Símbolos, que saiu em carreata até a Fazenda da Esperança Bom Jesus dos Passos. Dom Juarez presidiu a missa que marcou a abertura da Fazenda. Participaram da celebração: dom Plínio; padres da diocese de Oeiras; frei Hans Stapel, presidente internacional das Fazendas da Esperança, entre vários outros.

Na homilia, frei Hans destacou a Palavra de Deus, a Cruz de Cristo e a presença de Maria como sinais de esperança para o povo de Deus.

Dom Juarez abençoou as estruturas da Fazenda e agradeceu a toda a comunidade pela contribuição. Como fruto do trabalho da Fazenda da Esperança, um jovem, chamado Nelson apresentou um breve resumo da história da Fazenda. Outro, chamado Rômulo cantou o hino da Fazenda, "Coisa de Deus é a Fazenda da Esperança".

Fonte: CNBB

quinta-feira, 22 de março de 2012

NetOne convida:Bate-papo com o jornalista Aldo Quiroga

Aldo Quiroga é jornalista formado pela PUC-SP. Foi o responsável pelo desenvolvimento da videorreportagem na TV Cultura de 1996 até 2003. Flagrou a morte de três manifestantes pela polícia militar durante a desocupação da área conhecida como “Fazenda da Juta“, na Zona Leste de São Paulo. Sempre ligado às questões sociais, realizou o documentário “Uma chance para a Infância”, 1997, sobre a Marcha Global contra o Trabalho Infantil. Também participou como videorrepórter e editor-assistente do documentário “Colombianos”, dirigido pelo jornalista Ricardo Soares e editado por Ernesto Rodrigues, sobre a vida num país em guerra. Durante o trabalho de gravação, passou duas semanas em acampamentos das FARC, as Forças Armadas Revolucionárias de Colômbia. Em 2005 realizou uma série de reportagens sobre a situação da infância no semi-árido baiano, pela qual foi indicado para o Grande Prêmio Airton Senna de Jornalismo. Em 2008 assinou o roteiro e a edição do documentário ”Luta na Terra de Makunaima”, com direção e reportagem de Luiz Carlos Azenha, sobre a Terra Indígena Raposa Serra do Sol. Este último trabalho recebeu menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog de Direitos Humanos e foi um dos finalistas do Prêmio Esso de Telejornalismo. Aldo Quiroga também é especialista em jornalismo social em imagens pela COGEAE-PUC e é professor do Departamento de Jornalismo da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Foi o apresentador do Family Fest em 2005 e atualmente é apresentador do programa Matéria de Capa, da TV Cultura

SAIBA MAIS


- Trailer do documentário “Luta na Terra de Makunaima”

http://www.youtube.com/watch?v=mlfzz9szgCw&feature=fvst
- Chamada programa Matéria de Capa (TV Cultura)

http://www.youtube.com/watch?v=ulCh9yicb2w

Caminhada Rio+20


Coordenação Nacional de Pastoral Juvenil discute sua identidade em reunião

A Coordenação Nacional da Pastoral Juvenil, formada por dez jovens representantes das Pastorais da Juventude, Movimentos, Congregações e Novas Comunidades, se reuniu no último fim de semana, 16 a 18, em Brasília, para aprofundar sua identidade e missão junto aos jovens.

Na opinião de Adriano Gonçalves, membro da comunidade Canção Nova, a grande marca da coordenação nacional é a unidade para contemplar todas as juventudes. “Acredito que dentro da identidade temos o papel de representar o jovem do Brasil nas nossas reuniões, ao redigir um texto. Temos de ser a voz desse jovem de norte a sul, de leste a oeste”, disse.

O grupo também se reuniu para elaborar subsídios para momentos como a Jornada Diocesana da Juventude e a Semana Missionária, dias que antecederão a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em julho de 2013. Para Félix Siriani, da Articulação da Juventude Salesiana (AJS), os documentos ajudarão a desenvolver no Brasil uma cultura de Jornada Mundial da Juventude, tendo como objetivo “a máxima da evangelização da juventude: jovem evangelizando jovem”.

Lectionautas

Durante a reunião, a assessora da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Cecília Rover, apresentou o projeto "Lectionautas", de leitura orante da Bíblia para jovens. Ela convidou a coordenação nacional para animar jovens a participarem das próximas capacitações do projeto, previstas para São Paulo (SP), 19 e 20 de maio; Maceió (AL), 2 a 4 de novembro e Aracaju (SE), 23 a 25 de novembro.

O projeto (www.lectionautas.com.br) nasceu de um trabalho conjunto do Centro Bíblico Pastoral para América Latina (Cebipal), órgão do Conselho Episcopal Latino Americano (Celam), e das Sociedades Bíblicas Unidas. Mais de 20 países já aderiram à proposta para internautas jovens de oferecer itinerários e instrumentos para formar missionários que rezem com a Lectio Divina.

Fonte: CNBB

quarta-feira, 21 de março de 2012

Juventude Missionária, preparando para compartilhar a Fé

Que alegria ver este nosso Brasil a todo vapor na animação missionária, porém ainda muito para nós mesmos. São os símbolos da JMJ Rio 2013 perpassando pelas dioceses do nosso país desde setembro de 2011, quantas equipes e comissões espalhadas pela terra de Santa Cruz que estão trabalhando no silêncio, mas com muito afinco e determinação para preparar o maior evento da Igreja Católica no mundo. Nossa Juventude Missionária também está inserida nas mais diversas equipes contribuindo com este grande momento que a Igreja do Brasil está vivendo e nos convocando a uma maior consciência missionária.

Como tem aumentado os grupos da Infância e Adolescência Missionária pelo Brasil, e conseqüentemente a Juventude Missionária que se espalha, e já está quase do Oiapoque ao Chuí; o trabalho dos conselhos missionários, como tem dado frutos, intercâmbio missionários, projetos Igrejas Irmãs e muito mais.

Diante destes badalados momentos a Juventude Missionária de todo o Brasil também está se preparando para um outro momento muito especial e importante na animação missionária do Brasil, é o 3º Congresso Missionário Nacional que irá acontecer nos dias 12 a 15 de Julho de 2012, na capital tocantinense, Palmas.

Serão quatro dias onde refletiremos o tema: Discipulado missionário: do Brasil para um mundo secularizado e pluricultural, á luz do Vaticano II e o lema: Como o Pai me enviou, assim eu vos envio”(Jo 20,21)
Temos três eixos que contemplarão essa reflexão: O Secularismo – A missão diante de um mundo secularizado e pluricultural. Vaticano II – A relevância missionária do Concílio Vaticano II a 50 anos de sua abertura. E o eixo Ad Gentes – A Igreja do Brasil e o compromisso com a missão Ad Gentes.

Assim teremos três exposições de temas e depois trabalharemos com quatro grandes mutirões e um deles será sobre Infância, Adolescência e Juventude Missionária.

Para este congresso o motivo bíblico condutor de todo o evento será a passagem de At 8, 26-40, o encontro sugestivo entre Felipe e o Etíope, assim o 1º dia é o caminho, 2º dia o encontro, 3º dia a partilha e 4º dia o compromisso.
Será uma experiência muito rica ainda com os diversos testemunhos missionários de pessoas que se dedicam à missão além – fronteiras.

Assim, para uma melhor preparação foi lançado um Instrumento de Trabalho, onde os conselhos missionários do Brasil estarão realizando minicongressos e pré-congressos fazendo o estudo de tal.

Para a Juventude Missionária todos os grupos são convidados a utilizar este material para suas reflexões na metodologia própria das quatro áreas integradas, bem como os jovens missionários também estão sendo convidados a participarem destes eventos preparatórios do congresso, realizados nas suas próprias dioceses ou regionais, e ainda mais, em todos os encontros assessorados pelo secretariado nacional das POM há espaço para se trabalhar o tema do congresso.

Com certeza os jovens que irão ao congresso, bem como aqueles que não poderão ir, terão a oportunidade de trabalhar este tema das mais diversas formas antes e depois do evento. E claro, o congresso nos incita a gerar pontos concretos após a reflexão, e a Juventude Missionária está disposta a contribuir para que estes gestos concretos sejam cada vez mais dinâmicos e eficazes para uma conscientizarão missionária na juventude não só ad intra, mas de modo especial ad gentes, portanto, dediquemos, queridos jovens, na preparação deste grande evento missionário que com certeza nos ajudará neste caminho rumo ao Congresso Americano Missionário 4 (CAM 4) e ao Congresso Missionário Latino-Americano 9 (COMLA 9) a ser realizado em  Novembro e Dezembro de 2013, em Maracaibo, na Venezuela. Vamos! Jovens Missionários do Brasil compartilhar nossa fé com os jovens do mundo inteiro.

Fonte: POM - Pe. Marcelo Gualberto secretário nacional da POM  e JM

Paróquia realiza Santas Missões Populares em Sobradinho-DF

A paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima, de Sobradinho, cidade satélite do Distrito Federal, realizou nos dias 9 a 18 de março, as Santas Missões Populares (SMP). O evento aconteceu no mesmo período em que a paróquia celebra 50 anos de existência. Há um ano a comunidade vinha se preparando para as SMP.

"Eles realizaram retiros, encontros de organização, treinamentos, preparação de material", comentou o diretor nacional das Pontifícias Obras Missionárias (POM), padre Camilo Pauletti, que participou da "Grande Semana Missionária". Várias foram as atividades do evento, conforme comenta padre Camilo. "Houve o envio dos missionários e entrega das cruzes, caravana missionária, celebração da eucaristia e da Palavra nos sete setores, visitas às famílias, unção dos doentes, confissões, adoração, caminhadas, gestos e ações concretas de solidariedade, bate-lata das crianças, via-sacra, testemunhos, procissão com o cruzeiro e implantação na Praça da cidade, show com artistas e confraternização com todo o povo".

A comunidade também assumiu o compromisso de dar continuidade à caminhada missionária durante a avaliação. "Foram dias de intensa vivência, descoberta de realidades sofridas, despertar de novos animadores, renovação para certas lideranças que estavam adormecidas, a importância das pequenas Comunidades de Base (CEBs), implantação da Infância e Adolescência Missionária (IAM). Criou-se um novo ardor na vida eclesial de toda a paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima de Sobradinho DF", disse o diretor.

Padre Camilo também acrescentou que as Santas Missões Populares alcançaram os objetivos esperados. "É muito bonito ver como as lideranças se contagiaram, com alegria se envolveram e participaram dos testemunhos, renovaram o espírito de trabalho e doação, a união e a solidariedade. Tenho visto os padres Jeová e Daniel, responsáveis pela Paróquia, cansados, mas felizes, pois as Santas Missões atingiram seus objetivos. O desafio é continuar com este fervor; alimentar a mística dos missionários e canalizar para uma missão permanente. Precisamos acreditar que este caminho das Santas Missões Populares, dá muitos e bons frutos".

 

Fonte: POM - Fúlvio Costa

Uma viagem para incentivar os mexicanos, especialmente os jovens




Declarou o cardeal secretário de Estado Tarcisio Bertone

O papa Bento XVI viaja para o México, do 23 ao 26 de Março para encorajar os mexicanos, especialmente os jovens, observou o cardeal Tarcisio Bertone, secretário de Estado vaticano.

O cardeal Bertone concedeu uma entrevista à televisão mexicana Televisa e ao jornal El Sol do México, que Radio Vaticana publica o texto.

O papa traz, disse, "uma mensagem de encorajamento", "principalmente para os jovens, para que não se desanimem, não se deixem escravizar por objetivos fáceis ou carreirismo, mas se comprometam com a construção de uma sociedade solidária, uma sociedade honesta, uma sociedade onde cada um tenha o seu lugar, o seu reconhecimento. Uma mensagem de amor e de grande coragem e por tanto de otimismo".

Para o que é o desafio da sociedade mexicana, o cardeal italiano sugere que o papa possa pedir o fim da violência, a proteção da vida humana, a promoção da família.

Bento XVI conhece de fato a situação de um país marcado pelos desafios "da violência, da corrupção, do tráfico de droga", que envolve o compromisso "de todos”, de forças tanto religiosas como sociais, para " refundar "o México sobre estes valores cristãos que estão escritos" no seu DNA": coexistência pacífica, fraternidade, solidariedade e honestidade.

Congratula-se com a fé dos mexicanos: "sólida e não superficial", e observa que para superar os desafios do momento, "precisamos da ajuda do alto", uma "fé mais enraizada", “mais oração", e “um compromisso pessoal maior".

Quanto ao projeto sobre liberdade religiosa, o Cardeal Bertone assinala que "se o direito à liberdade religiosa é forte, os outros direitos serão igualmente protegidos. Se o direito à liberdade religião desmorona, já que é fundamental, os demais direitos também caem".

Fonte: Zenit - Anita Bourdin - Tradução Thácio Siqueira
Local: Roma

Mestrado em Educação 2012

Seminário Avançado - "Formação da pessoa Humana em Edth Stein: uma reflexão do ponto de vista antropológico".

O Programa de Mestrado em Educação e a Rede Internacional de Pesquisadores de Estudos Humanísticos - R.I.P.E Hum convidam  você para participar do Seminário"Formação da pessoa Humana em Edith Stein: uma reflexão do ponto de vista antropológicio:.
A palestrante convidada é a Profa. Dra. Jacinta Turolo Garcia - Professora do Centro Italiano di Recerche Fenomenologiche e ex-Reitora da Universidade Sagrado Coração de Jesus da Cidade de Bauru - São Paulo.

Aproveite! Faça sua inscrição enviando um e-mail para stricto@unicid.br. Inscrições abertas a partir  de 27/3/2012

Data:29/03/2012
Local: Bloco Beta - Sala 102.

Programação: Palestra: 9h às 12h

Rua Honório Maia, 145 - Tatuapé, São Paulo
Tel. (11) 2178-1310
posgrad@inicid.br
www.unicid.br
Universidade Cidade de S.Paulo
 
Fonte: Núcleo Fé e Cultura
Local:São Paulo (SP)