segunda-feira, 31 de outubro de 2011

População mundial chega a 7 bilhões de pessoas, com crescentes desigualdades


A população mundial chega, nesta segunda-feira, a 7 bilhões de pessoas, segundo estimativas da ONU, em meio a necessidades urgentes de redistribuição da riqueza para o combate a crescentes desigualdades.

Cada país celebrará à própria moda este novo recorde de explosão demográfica: alguns vão até eleger um bebê como símbolo e outros vão organizar competições esportivas e festividades. Reportagem da AFP.

Em Zâmbia, será realizado um concurso musical, e no Vietnã, um show intitulado "7 Billion: Counting On Each Other" (7 bilhões de pessoas apoiando-se mutuamente). Na Rússia, as autoridades vão entregar presentes a alguns recém-nascidos.

No entanto, para o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o dia que marca a existência de 7 bilhões de seres humanos não é motivo de alegria. Os recém-nascidos chegam a um mundo contraditório, com muita comida para uns e com a falta de alimentos para um bilhão de pessoas que vão dormir com fome todas as noites".

"Muitas pessoas gozam de luxuosos estilos de vida e muitos outros vivem na pobreza", disse Ban em entrevista à revista americana Time.

O recorde demográfico deveria ser visto como "um chamado à ação", insistiu.

A nova cifra demográfica representa un incremento de 1 bilhão de pessoas em relação ao número anunciado à meia-noite de 12 de outubro de 1999, quando a ONU nomeou um recém-nascido bósnio, Adnan Mevic, como o terráqueo de número 6 bilhões.

O então secretário-geral da ONU, Kofi Annan, foi fotografado num hospital de Sarajevo, segurando Mevic em seus braços.

A família da criança vive, hoje, mergulhada na pobreza, o que explica, em parte, o fato de este ano não haver foto simbólica com o chefe da ONU para imortalizar o novo recorde demográfico.

"Não se trata de números. Trata-se de pessoas", disse Ban numa escola de Nova York semana passada.

"Serão sete bilhões de pessoas que vão precisar de alimentos em quantidade suficiente, assim como de energia, além de boas oportunidades na vida de emprego e educação; direitos e a própria liberdade de criar seus próprios filhos em paz e segurança", acrescentou.

Dirigindo-se aos estudantes, o chefe das Nações Unidas acrescentou: "Tudo o que quiserem para vocês mesmos deverá ser multiplicado por 7 bilhões".

Ban levará esta mensagem ao G20, que reunirá as economias desenvolvidas e as emergentes mais importantes, na próxima semana no sul da França.

Segundo estimativas da ONU, cerca de dois bebês nascem a cada segundo, pelo que a cifra de 7 bilhões continuará aumentando na próxima década, até chegar a 10 bilhões em 2100.

As Nações Unidas preveem que a Índia se converta no país mais povoado do mundo em 2025, quando seus habitantes somarem 1,5 bilhão, superando a China.

Enquanto isto, um relatório do Fundo de População da ONU (UNFPA) destaca que o mundo enfrentará crescentes obstáculos para criar empregos para as novas gerações, especialmente nos países pobres, e que a mudança climática e a explosão demográfica vão agravar as crises de fome e de seca.

Ao mesmo tempo, o envelhecimento da população se tornará um problema para o Japão e os países europeus, com suas repercussões afetando as políticas de migração, saúde e emprego, adverte o documento.


Fonte: Ecodebate - Reportagem da AFP, no UOL Notícias.


CNBB nomeia Comissão Especial para a Jornada Mundial da Juventude Rio2013

Na última quinta-feira, 27 de outubro, a presidência da CNBB nomeou a Comissão Especial para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Esta comissão e suas equipes, cujas possibilidades principais dizem respeito à Peregrinação da Cruz e do Ícone de Nossa Senhora e à Pré-Jornada, trabalharão integradas ao Comitê Organizador Local (COL) da JMJ da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

Compõem a Comissão Dom Leonardo Steiner (Coordenador), Dom Eduardo Pinheiro da Silva (Secretário Geral), Dom Joaquim Giovani Mol, Pe. Antonio Ramos do Prado, Pe. Carlos Sávio da Costa Ribeiro, Sr. Francisco Vitor Bouisson, Sr. Hugo José Sarubbi Cysneiros Oliveira, Ir. Maria Eugênia Lloris, Ir. Roziana Abílio Freire, Pe. Valdeir dos Santos Goulart, Sr. Vitor César do Carmo Dalmas. As Equipes de Trabalho serão coordenadas por Pe. João Carlos Almeida, Pe. Sérgio Lúcio A. Costa, Sr. José Wilde Alencar dos Santos, Sr. André Jorge Simão e Pe. Alex Cordeiro. Junto a estas Equipes trabalharão vários outros jovens e adultos.

Dom Eduardo Pinheiro da Silva, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, da CNBB, divulgou uma carta em que toda a Comissão Especial para a Jornada de 2013, que acontecerá no Rio, está descrita, com membros e coordenações.
 
Fonte: Rádio Vaticano
Local:Brasília

Arquidiocese do Rio lança concurso para escolher o hino da JMJ

Mais um importante momento na longa estrada que nos levará até a Jornada Mundial da Juventude no Rio foi vivido neste domingo, 30, com o lançamento do concurso para escolha da letra do Hino Oficial da JMJ RIO2013, durante o Dia Nacional da Juventude, na Cidade do Samba. “Tecendo Relações de Vida”. Este foi o tema da 26ª edição do Dia Nacional da Juventude (DNJ), celebrado em todo o Brasil.

O Instituto JMJ RIO2013 lançou neste domingo, dia 30, o concurso que irá escolher a letra do Hino Oficial da Jornada RIO2013, evento que reunirá jovens do mundo inteiro na cidade do Rio de Janeiro na segunda quinzena de julho de 2013. O anúncio do concurso e os detalhes do regulamento foram dados pelo Presidente do Instituto e Arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, durante a celebração do Dia Nacional da Juventude.

Assim como a Logomarca, o Hino faz parte da identidade da JMJ. Será a canção que animará e embalará os preparativos e a realização do evento que irá levar o Papa Bento XVI ao Brasil para este tradicional encontro com os jovens. O concurso da Logo foi iniciado no dia 18 de setembro e termina neste dia 31 de outubro. O resultado será divulgado em dezembro, em solenidade no Santuário do Cristo Redentor.

O regulamento do Concurso para escolha da letra do Hino da JMJ RIO2013 e a ficha de inscrição estarão disponíveis no site oficial da Jornada (www.rio2013.com) a partir deste dia 1º de novembro.
 

Fonte: Rádio Vaticano
Local:Cidade do Vaticano

Patoral da Juventude

O Grupo Jovens Seguidores de Cristo, da Paróquia de Santa Rita de Cássia  com grande empenho e após uma acurada preparação, promoveu  a qüinquagésima oitava Jornada de Conscientização cristã de 28 a 30 de outubro nas dependências da ASAV. 84 jovens da cidade e da região se reuniram para meditar sobre seus deveres de cristãos nestes dias de oração e de muita reflexão. Antigos membros do JSC e participantes de outros movimentos pastorais fizeram as palestras  que tocaram os corações juvenis os quais se dispuseram a viver ainda mais  fielmente os ensinamentos bíblicos. O Diretor Espiritual, Côn. José Geraldo Vidigal de Carvalho, sobretudo, na  homilia da Missa de encerramento incentivou a todos para uma luta contra as ciladas que o mundo, mormente, no contexto atual arma para levar os incautos rumo aos caminhos dos vícios. Pedem-se preces para a perseverança destes moços e moças idealistas que desejam ser ótimos cidadãos e dedicados servidores do Evangelho. Todos os sábados às 17 horas no Salão Paroquial à Praça Silviano Brandão há a Missa da Juventude, seguida de proveitosas reuniões do JSC e dos Adolescentes Seguidores de Cristo (ASC).


Fonte: Côn. José Geraldo Vidigal de Carvalho
Local:Viçosa

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Sancionada Lei do Ensino Religioso no Rio de Janeiro

Um ensino confessional e plural. A partir do próximo ano letivo, as escolas com turno único da rede Municipal do Rio de Janeiro vão começar a oferecer aulas religiosas. O prefeito Eduardo Paes sancionou a lei do Ensino Religioso, na última quarta feira, 19, no Palácio da Cidade. O projeto prevê também a criação do cargo funcional de Professor de Ensino Religioso.

A cerimônia contou com a presença da Subsecretária de Ensino, Helena Bomeny, do arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, além de outros representantes religiosos, em um clima de confraternização.

Eduardo Paes defendeu a importância da cultura religiosa como conceito básico a ser aprendido na escola. Para ele, os valores de fraternidade e amor ao próximo, presentes nas religiões, são muito importantes para a formação do indivíduo:

“Essa sanção tem função e objeto específicos. Todas as religiões têm em comum o conceito de proteção às famílias e aos valores. Nenhuma religião prega a violência e a luta dos povos. Não estamos impondo a nenhuma criança e a nenhum jovem que tenha fé, que siga credo nenhum. Ao contrário, a gente quer que aquele que tenha seu credo, sua crença, que ele possa aprender os valores e os conceitos mais básicos”, disse o prefeito.

O ensino Religioso terá matricula facultativa e estará disponível na grade escolar do 1° ao 9° ano do Ensino Fundamental. A disciplina também poderá ser substituída pelo Ensino de Valores. Para que a lei fosse implementada foi realizada uma pesquisa amostral, onde cerca de seis mil pais foram consultados para identificar o perfil religioso dos alunos das escolas municipais. A subsecretária de Educação, Helena Bomeny, explicou que até fevereiro já haverá um panorama da demanda de cada credo.

“Na pesquisa do início do ano percebemos que 42% dos entrevistados seguiam a religião católica, 32% optaram pelo ensino de valores, 23% eram de religiões evangélicas e o restante dos demais credos. Agora, em novembro, faremos uma pesquisa em todo o universo da rede e em fevereiro já teremos todos os dados para saber a demanda específica para cada religião, esclareceu.

Um dos defensores do projeto de Lei, o vereador Reimont Luiz Otoni acredita que o Estado é laico, não ateu. Para ele, o ensino religioso vem agregar os pensamentos das diversas religiões no ambiente escolar, o que contribui para o diálogo e para o progresso na educação dos alunos.

“Vivemos um tempo onde os valores estão muito distantes, há uma desvalorização do que é simbólico na vida. E o ensino religioso vem fazer essa integração. Eu entendo que o ensino religioso é um elemento de costura, que vai traçar a dimensão religiosa no cotidiano da escola”, afirmou.

Dom Orani Tempesta parabenizou as autoridades empenhadas na aprovação da lei e defendeu que através do ensino religioso é possível formar valores do transcendente e do respeito às outras religiões. “Vejo o ensino religioso com muita esperança e alegria. Respeita-se, assim, a opinião e a nação brasileira na sua diversidade. Esse é o modelo de cidade que sonhamos. A escola não deve servir apenas para informação, mas também para formação”, opinou o arcebispo.

Sanção agrada líderes religiosos


Além da religião católica, os colégios da Rede Municipal também vão oferecer aulas sobre as doutrinas evangélica/protestante, afro-brasileira, espírita, orientais, judaica e islâmica. O presidente da Federação Muçulmana do Rio de Janeiro, Sheik Ahamad, também apoiou a criação do ensino religioso, o que para ele é fundamental para quebrar paradigmas relacionados às religiões.
“Desde o inicio, a Federação Muçulmana apoiou esse processo. Acho que acima da tolerância religiosa deve haver um respeito religioso. E trazer esses ideais de respeito, de pluralidade, para o ambiente escolar é sempre muito importante”, partilhou.

O reverendo da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Daniel Rangel, acredita que a lei do Ensino Religioso é o primeiro passo para a Igreja trabalhar junto da sociedade no incentivo à cultura e educação:

Durante muito tempo reivindicamos o ensino religioso nas escolas. Essa conquista vai transformar a educação brasileira em uma religião plural, não só no sentido do conhecimento, como no sentido religioso, e vai permitir que Igreja e sociedade trabalhem juntas”, opinou.

O vice-presidente da Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro acredita na importância das religiões se expressarem. “Essa lei representa o respeito religioso. Em um estado onde existe democracia é essencial que todas as religiões tenham voz”, afirmou.

A Secretaria Municipal de Educação fará um concurso para a contratação de professores para a disciplina de ensino religioso. Os profissionais deverão ser formados basicamente em História, Geografia, Filosofia/Sociologia e deverão apresentar documento de indicação feito pelos representantes da religião que seguem, como uma confirmação de vivência do credo, para que possam lecionar.


Fonte: CNBB

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Na Arquidiocese de Ribeirão Preto, a Cruz visitou igrejas, colégios e presídios

De 18 a 23 de outubro, a Arquidiocese de Ribeirão Preto (SP), viveu momentos intensos da fé experimentados na visita da Cruz das Jornadas e o Ícone de Nossa Senhora, símbolos da Jornada Mundial da Juventude. O “Bote Fé Ribeirão Preto” foi organizado pelo Setor Juventude e reuniu jovens das pastorais, movimentos, colégios católicos, comunidades e paróquias da Arquidiocese de Ribeirão Preto.

O padre Anderson Xavier Lopes, assessor do Setor Juventude, e a equipe do Setor, acompanharam incansavelmente a trajetória dos símbolos que culminou com a celebração da Jornada Missionária da sub-região Ribeirão Preto 1 no dia 23 de outubro, em Sertãozinho. Saiba como foi a visita nesta retrospectiva

Cravinhos acolhe os símbolos da JMJ

Dia 18 – As ruas da cidade de Cravinhos foram contagiadas pela emoção, alegria, fé e esperança da juventude, na acolhida dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude.

Às 18h30 uma carreata partiu da comunidade São Judas Tadeu, seguida por mais de 150 veículos. A Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora foram transportados em um caminhão seguido por um trio elétrico com os jovens da Comunidade São João Bosco. A carreata ainda passou pelas comunidades São Francisco de Assis e Santos Reis, antes de chegar à paróquia Santa Luzia, local onde centenas de fiéis aguardavam para a acolhida e participação na celebração eucarística. Os padres José Humberto Motta, pároco de Santa Luzia, e Alessandro Daniel Tenan, vigário paroquial de São Simão, receberam os símbolos, transmitidos pelo padre Anderson Xavier Lopes, responsável pelo Setor Juventude da Arquidiocese de Ribeirão Preto.

Foi contagiante a recepção dos símbolos na Igreja Santa Luzia. Ao som de Emanuel, hino da Jornada Mundial da Juventude em Roma (2000), os símbolos foram entronizados na igreja e acolhidos por toda a comunidade paroquial de Santa Luzia. Emocionado, o padre José Humberto, se comprometeu com os jovens da paróquia a mover todos os esforços para a juventude da paróquia se fazer presente na Jornada Mundial da Juventude 2013, no Rio de Janeiro.

Momento celebrativo no Santuário Nossa Senhora do Rosário

Dia 19 – Na quarta-feira, 19 de outubro, os símbolos da Jornada Mundial da Juventude, chegaram ao Santuário Nossa Senhora do Rosário, na Vila Tibério, em Ribeirão Preto. Às 16 horas aconteceu a celebração eucarística com a presença de centenas de jovens e fiéis para a acolhida da Cruz Peregrina e do Ícone de Nossa Senhora, e às 20 horas um momento celebrativo.

Com o apoio do grupo de jovens “Vinde Evangelizados” e a assessoria do pároco, padre Júlio Cesar de Melo Miranda, cmf, os jovens participaram de um momento celebrativo conduzidos pela reflexão e partilha da palavra. A Via-Sacra com os comentários das estações adaptados a linguagem do jovem e a encenação da Paixão de Cristo pelo Ministério Teatral Santa Joana D´Arc/Grupo Missionário João Paulo II da paróquia Santa Rita de Cássia, de Batatais, propiciaram aos jovens um espaço de integração e compromisso para viverem com amor e doação a vida cristã.

Colégio Viktor Frankl recebe os símbolos da JMJ


Dia 20 – Na manhã do dia 20 de outubro, os símbolos da Jornada Mundial da Juventude, foram levados ao Colégio Viktor Frankl, em Ribeirão Preto. Os padres Júlio César Miranda Mello, cmf, Ricardo de Albuquerque, cmf, e Kleber Tostes Pedro, conduziram os momentos de reflexão com os jovens do colégio.

Símbolos visitam o Parque dos Servidores e Vila Abranches


Dias 20 e 21 – Do Colégio Viktor Frankl, na tarde de quinta-feira, 20 de outubro, os símbolos seguiram para a paróquia Nossa Senhora das Graças, no Parque dos Servidores. Às 20 horas, os jovens se reuniram nas dependências da escola municipal “Professora Dercy Célia Seixas Ferrari, no bairro Jardim Juliana. Terminada a celebração, no início da madrugada da sexta feira, dia 21, a Paróquia Cristo Operário e São Judas Tadeu, na Vila Abranches, recebeu os símbolos da Jornada Mundial da Juventude.

Em plena novena de seu Padroeiro, São Judas Tadeu, cuja festa é celebrada em 28 de outubro, a juventude da paróquia preparou um singelo momento de orações e troca de experiências para acolher a Cruz em sua vida.
Apesar da hora avançada e do cansaço prementes, todos aproveitaram ao máximo este momento de espiritualidade, sobretudo pelo amor ao próximo e pela convivência comum.

Unidades prisionais recebem os símbolos da JMJ


“Estive preso e vieste me visitar” Mt 25, 36

Dia 21 – Na sexta-feira, 21, as Penitenciárias I e II e o CDP em Serra Azul, receberam a Cruz e o Ícone de Nossa Senhora. Em um trabalho conjunto entre a Pastoral Carcerária e o Setor Juventude, a missão de Cristo se concretizou na missão de levar o Evangelho de Jesus Cristo às pessoas privadas de liberdade e zelar para que os direitos humanos e dignidade humana sejam garantidos no sistema prisional.

Os sinais foram levados até aqueles que estão encarcerados e impedidos de fazerem uso de sua liberdade, pois cumprem suas penas de acordo com as leis vigentes em nosso país. A presença dos sinais revela o mandato missionário de Jesus de ir ao encontro das pessoas e levar a Palavra de Deus. Os sinais representam a esperança da reconciliação do homem consigo mesmo e com os outros, e também o amor incondicional de Jesus Cristo. De Serra Azul os símbolos seguiram para a Catedral Metropolitana de São Sebastião.


Catedral recebe os símbolos da JMJ

Dia 21 – Eram 12h40, quando os símbolos da JMJ entraram pelo corredor central da Catedral Metropolitana de São Sebastião. A missa já havia começado e a expectativa era grande para a acolhida dos símbolos da JMJ. Os jovens carregaram os símbolos até o altar sendo acolhidos pelo pároco, padre Francisco Jaber Zanardo Moussa. A igreja estava repleta de fiéis e jovens dos colégios católicos, dos movimentos Aliança de Misericórdia e Toca de Assis, Setor Juventude e da Catedral.

O padre Francisco saudou os jovens e chamou-os a serem incansáveis batalhadores pela esperança de um mundo melhor.

Os símbolos ficam expostos na Catedral até a missa das 18h30 quando seguem para a cidade de Cajuru.

Cajuru e Santuário da Lapa em Jardinópolis

Dia 21 e 22 – A paróquia Cristo Rei, em Cajuru, acolheu a Cruz e Peregrina e reuniu a juventude cajuruense para momentos de oração, música e partilha de vida. Na noite de sábado, após a celebração das 18h30, os símbolos foram levados para o Santuário Senhor Bom Jesus da Lapa, em Jardinópolis. As ruas jardinopolenses foram invadidas por uma imensidão de veículos na carreata que percorreu os vários bairros da cidade. No Santuário, os jovens passaram a noite em vigília, e às 14 horas, do dia 23, os símbolos partiram em uma carreata até a cidade de Sertãozinho, para a Jornada Missionária, e encerramento da Peregrinação na Arquidiocese de Ribeirão Preto.

Jardinópolis e Sertãozinho

Dia 23 - Mais de 5 mil fieis lotaram as dependências do Ginásio de Esportes Pedro Ferreira dos Reis “Docão”, em Sertãozinho, na tarde de domingo, 23 de outubro, Dia Mundial das Missões, para a concelebração eucarística da Jornada Missionária da Sub-Região RP-1. A sub-região RP1 é composta pelas dioceses de Franca, Jaboticabal, São João da Boa Vista e arquidiocese de Ribeirão Preto, e a celebração uniu as dioceses no espírito do projeto da Missão Continental, lançado em 2007 na Conferência Episcopal de Aparecida. Um dos compromissos centrais da Conferência de Aparecida, em 2007, foi despertar a consciência discipular dos cristãos, resgatar a dimensão missionária da Igreja e convocar para uma Missão em todo o Continente.

A concelebração eucarística, presidida pelo bispo da diocese de Franca, dom Pedro Luís Stringhini, contou com a presença do bispo da diocese de São João da Boa Vista, Dom Davi Dias Pimentel, presbíteros, diáconos, seminaristas, religiosos e religiosas. As caravanas das paróquias lotaram o ginásio e foram identificadas pelo uso de uma cor, seja nas bandeirinhas acenadas ou nas camisetas. As cores usadas lembraram os cinco continentes e fizeram referência a natureza missionária da Igreja, dando um colorido ao ginásio com as seguintes identificações: Ribeirão Preto pela cor vermelha; São João da Boa Vista na cor verde; Franca usou a cor azul; JaboticAabal com a cor amarela e o presbitério identificado pela cor branca.

Na abertura da celebração, antes da procissão de entrada, os andores com os padroeiros das dioceses foram entronizados: Imaculada Conceição, diocese de Franca; Nossa Senhora do Carmo, diocese de Jaboticabal; São João BATatista, diocese de São João da Boa Vista; e São Sebastião, arquidiocese de Ribeirão Preto.

A entrada dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude, a Cruz Peregrina o Ícone de Nossa Senhora, foram entronizados pelos jovens, emocionou os fiéis e marcou o encerramento da visita dos símbolos na Arquidiocese de Ribeirão Preto, depois de seis dias de peregrinação por paróquias, colégios, presídios e ruas das cidades, num sinal da presença do amor de Cristo e do protagonismo dos jovens em assumirem a responsabilidade e o compromisso de serem sinais dos valores evangélicos na sociedade.



Fonte: Padre Anderson Xavier Lopes – Assessor do Setor Juventude  da Arquidiocese de Ribeirão Preto.

Divulgada a programação da 3ª Romaria Nacional da Juventude

O Santuário Nacional de Aparecida, a arquidiocese de Aparecida e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realizam nos próximos dias 14 e 15 de novembro, a 3ª Romaria Nacional da Juventude.

Para o evento foram programadas as seguintes atividades: no dia 14 haverá concentração na Praça da catedral em Guaratinguetá; caminhada em procissão com os símbolos da Jornada Mundial da Juventude  até o Santuário Nacional de Aparecida, às 20h; chegada ao Santuário e acolhida às 22h30 e início da vigília às 23h.

A programação do dia seguinte está organizada da seguinte forma:

5h: Encerramento da Vigília

8h às 9h: Terço de Aparecida no altar da catedral

9h às 10h20: Palestra do Pe. Fábio de Melo

10h30 às 12h: Missa de Aparecida

13h às 14h: Animação na tribuna Papa Bento XVI

14h às 15h: Saída do Devotão até a tribuna Dom Aloísio

15h às 15h40: Show Banda Versículos de Fé, ao vivo, da tribuna Dom Aloísio

16h às 17h30: Show do Pe. Fábio de Melo

Fonte: CNBB

Jovens opinam sobre 5ª edição da Vanguarda Ibero-americana

A proposta do fórum juvenil Vanguarda Ibero-americana, que se desenvolveu de 23 a 26 em Asunción, no Paraguai, no marco da Cúpula dos Chefes de Estado e Governo da Ibero-américa - que acontece nos próximos dias 28 e 29 - foi reunir jovens universitários e líderes comunitários que pudessem colaborar com sugestões de mudanças, projetos e políticas públicas para transformar para melhor a região.

No entanto, apesar da excelente proposta e da qualidade de estrutura do evento – realizado no hotel cinco estrelas Guarani Esplendor – os jovens têm suas críticas e sugestões.

O brasileiro de Belo Horizonte, Paulo Terrinha, presidente da ONG Terra Santa, orientador social e instrutor de grafite sentiu falta de discussões mais de base, sobre problemas estruturais. "Fiquei em um grupo que tinha que debater a educação. A discussão já começou falando do ensino superior, mas como falar do ensino superior, da entrada do jovem na universidade, se há problemas com as crianças desde a educação infantil?”, questionou.

Também Carolina Sosa, uruguaia de Montevidéu, tem suas críticas. Para a estudante universitária, a Cúpula dos Chefes de Estado e Governo da Ibero-américa já está pronta, sendo assim, o que está sendo construído no evento não terá repercussão junto aos governantes. "Talvez a Vanguarda e estes debates provoquem mudanças interiores nos jovens, mas nas políticas planejadas pelos chefes de Estado Ibero-americanos creio que não”, disse.

Já para o brasileiro de Florianópolis Guilherme Murara, a manhã de hoje teve apresentações e falas muito primárias e superficiais, com ‘conselhos’ que a juventude já está cansada de ouvir, entres eles não fumar, não beber, não consumir drogas e cuidar do meio ambiente. "A intervenção sobre meio ambiente foi muito boa, mas a da saúde apresentou informações que não são novas para nenhum jovem. É preciso aprofundar mais alguns debates e não falar mais do mesmo”.

Ivanihuska Tapía Irías, da cidade de Estelí, na Nicarágua, única representante de seu país, crê que este é um espaço importante para que os jovens possam fazer suas sugestões para os chefes de Estado da Ibero-américa, pois os espaços existentes para a juventude dessa região se encontrar e discutir são poucos, julga a integrante da organização Casa do Adolescente. A jovem também fez sugestões para que as próximas Vanguardas possam ser mais democráticas.

"O evento poderia melhorar convocando os setores mais vulneráveis. Uma crítica que faço é que os temas são muito calmos e superficiais, mostra a perspectiva de um jovem acomodado. Uma sugestão para as próximas edições é que convidem debatedores jovens que fizeram bons trabalhos na América Latina e não só adultos, porque eles parecem que já sabem tudo. Propostas jovens precisam de debatedores jovens. Precisamos debater de igual para igual”, opina.

Para as próximas edições deste fórum juvenil a empresa organizadora – Televisa – já tem a receita para construir um evento mais democrático, aprofundado, participativo e com a cara dos jovens da América Latina, de Portugal e da Espanha.

Vanguarda Ibero-americana

A Vanguarda é um fórum de trabalho dirigido à "vinculação real entre universidade, indústria e sociedade, enfocado não somente na análise da realidade, mas também comprometido com a geração de soluções para um mundo urgido delas”. Tem como vocação a busca e a integração de líderes e jovens talentos da ibero-américa.

Nas edições anteriores, o evento foi realizado em Santiago, no Chile (2007); San Salvador, El Salvador (2008); Estoril, Portugal (2009) e Mar del Plata, na Argentina (2010).

Fonte: Natasha Pitts - Adital

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Acordei em Woodstock - Viagem, memórias, perplexidades


Juventude Franciscana celebra 40 anos de caminhada no Brasil

Nos próximos dias 28 a 30, a Juventude Franciscana (Jufra) celebra 40 anos de presença no Brasil. A comemoração acontece em Guaratinguetá (SP) com o tema “Jufra do Brasil: 40 anos construindo o Reino nos caminhos da história”.

A celebração já teve início com a peregrinação dos Estandartes de Santa Rosa de Viterbo que percorram as cinco regiões do Brasil e visitou as fraternidades para dar início à celebração dos 40 anos desse ideal de vida luminoso no Brasil, como assim definiu a Jufra, o papa João Paulo II.

Devem participar das celebrações mais 200 participantes, incluindo Jovens Franciscanos que fizeram e fazem parte da Jufra, irmãos da Ordem Franciscana Secular (OFS), Frades da Ordem dos Frades Menores (OFM) e OFM Capuchinhos, religiosas franciscanas de diversas congregações e convidados. No dia 30, finalizando esse evento, será realizada uma romaria até a Basílica de Nossa Senhora Aparecida, onde será celebrada a missa pelos 40 anos.

O Encontro se propõe a reviver um pouco da história do franciscanismo no Brasil através da Jufra, refletindo sobre a caminhada que tem em janeiro de 1971 o marco oficial, neste ano no Capítulo Nacional da "Ordem Terceira da Obediência Capuchinha" (ainda dividida e interobediencal), Ivone Barszcz é nomeada pela OFS, primeira secretária executiva da Jufra do Brasil e o entusiasta frei Eurico de Mello, OFMcap. é nomeado pelo geral Frei Pascoal Riwalsky, assistente nacional da Juventude Franciscana do Brasil, recebendo assim a incumbência de fundar novas fraternidades em todo o Brasil.

Além do caráter celebrativo, esse encontro representa uma forma de, em unidade com a Família Franciscana, buscar novas pistas para a caminhada da Fraternidade Nacional.

Mais informações pelo site da Jufra do Brasil: www.jufrabrasil.org,  e o site oficial do encontro dos

Fonte: CNBB

SERÁ?

O cancioneiro popular, além de certas baboseiras, traz-nos também mensagens profundas que devem nos levar a sérias reflexões.

Vasculhando esse cancioneiro, deparei-me com a letra de uma música interpretada pela Banda Legião Urbana. Chamou-me a atenção o estribilho:

“Será só imaginação?

Será que nada vai acontecer?

Será que é tudo isso em vão?

Será que vamos conseguir vencer?”


É verdade que o contexto musical do autor é bem diferente do enfoque que lhe quero dar agora.. Ele se aplica, no entanto, muito bem ao momento de crise política, moral e ética que vive nossa pátria amada brasilis.

Todos os setores da vida pública brasileira estão minados de falcatruas, corrupção, desonestidade e outras desgraças mais. Diariamente a mídia veicula estas mazelas. Como exemplo, vejamos os três poderes, que deveriam ser um único, pois o executivo engole os outros dois, da nova república. No executivo federal, quase diariamente, um ministro é defenestrado do poder por desonestidade, concussão, troca de favores, peculato e outras coisas mais. Só neste governo foram sete. O estadual e o municipal não ficam atrás. Será só imaginação?

No legislativo, em todas as esferas, são os severinos, são as propinas, é a troca de vantagens por dinheiro, é a não - realização de obras, mas o dinheiro vai para a cueca, é o interesse particular em detrimento do social é o crescimento vertiginoso da corrupção, é o poder nas mãos de oportunistas, é o desrespeito ao povo e outras coisas mais. Será só imaginação?

No judiciário, federal e estadual, é a venda de sentenças, é a lerdeza no julgamento, é a submissão, por medo ou conveniência, ao executivo não se olhando o “dar o seu a seu dono”, “o faça-se justiça e desabe o mundo” do profeta Amós, é a impunidade, é a subserviência dos magistrados aos mais fortes e poderosos. Será só imaginação?

Chorar pra quê? Se isso acontecer, poderemos nos perder entre os monstros da nossa própria criação. Eles foram, com tristeza o afirmo, eleitos por nós. E agora, José? O pior, tudo isso acontece tão frequentemente e já se tornou fato tão corriqueiro que, parece, não causar mais comoção na sociedade. O povo tem memória tão curta? Será que nada vai acontecer? Devemos ficar acordados imaginando alguma solução.

Em Sodoma e Gomorra, Deus pouparia o povo se houvesse um justo. Será o caso do Brasil? Sodoma e Gomorra foram castigadas. Será que não existem pessoas que, com seu trabalho, sua dignidade, sua seriedade, sua honestidade, possam dar um basta a essa situação? Até quando vocês, membros do executivo, do legislativo e do judiciário, vão abusar de nossa paciência? Será em vão todo o esforço dos bons? Será que vamos conseguir vencer? As eleições vêm por aí.

Rui Barbosa, senador da Velha República, homem respeitado e de grande cultura, quase desiludido com a vida política da sua época, em 1914, deixou-nos este lapidar pensamento: “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar as desonras, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.” E hoje? Para todos os segmentos da sociedade ele vale e se aplica.

Mas... Não descambemos para o pessimismo mesmo sabendo que Chico Buarque, também em uma de suas músicas O que será? já isto profetizava e, com tristeza confesso, ao que parece, está se realizando:

O que não tem conserto nem nunca terá.

O que não tem governo nem nunca terá.

O que não tem vergonha nem nunca terá.

É triste.

Fonte: Prof. José Cajuaz Filho - Pastoral da Comunicação - pascom@paroquiasantoafonso.org.br - http://www.paroquiasantoafonso.org.br

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Vinte e seis primaveras!


A juventude brasileira celebrará no dia 30 de outubro a 26ª edição do Dia Nacional da Juventude (DNJ)

"Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera inteira."
(Che Guevara)

Em outubro de 2010, a juventude brasileira viveu de forma intensa o jubileu de 25 anos de celebração do Dia Nacional da Juventude, popularmente conhecido como DNJ. Um caminho percorrido ao longo da história pelas Pastorais da Juventude e trilhado pelos/as próprios/as jovens e amigos/as da juventude em todas as regiões do Brasil.

O DNJ começou em 1985, motivado pela declaração da ONU, do Ano Internacional da Juventude, lideranças da Pastoral da Juventude ousaram e iniciaram a celebração do DNJ com o lema "construindo uma nova sociedade". As mesmas lideranças também decidiram que a partir deste ano, no final de outubro aconteceria anualmente o Dia Nacional da Juventude. Passadas algumas edições do DNJ, a Igreja do Brasil assumiu-o como "atividade permanente" da CNBB.

Nestes 25 anos de história, muito aconteceu! Nos mais diversos espaços das dioceses brasileiras, muitas pessoas e organizações se envolveram na realização do DNJ. Muitos foram os temas abordados enriquecendo a cada ano a história do DNJ e animando a juventude na defesa da vida. Os principais eixos abordados foram: sociedade, terra, participação, educação, trabalho, América Latina, ecologia, AIDS, cultura, cidadania, direitos humanos, dívidas sociais, políticas públicas, meio ambiente, meios de comunicação, extermínio da juventude e celebrando a memória - transformando a história. Para explicar o porquê das temáticas listadas, utilizo de parte do texto do Pe. Hilário Dick sobre o jubileu do DNJ:
"[...] pode-se dizer que atrás dos temas dos Dias Nacionais de Juventude se esconde a história deles. Os temas nunca foram intra-eclesiais. Os DNJs encarnam o espírito missionário dos grupos de jovens das Pastorais de Juventude do Brasil falando das realidades que machucam a juventude e o povo em geral, e que nunca foram, simplesmente, um "para nós", mas um "para a juventude", vivendo a vocação de fermento na sociedade. Só quem compreende este espírito vai compreender porque o DNJ não tem e nunca teve como temas centrais Jesus Cristo, Igreja, Sacramentos, Eucaristia ou outros temas mais teológicos. Não que se negue a esses, mas o que se afirma é a necessidade de apresentar uma Teologia e uma Espiritualidade que se mistura com a realidade juvenil e do povo."

Chega de Violência e Extermínio de Jovens! Pastoral da Juventude - www.pj.org.br


Por ocasião da comemoração dos 25 anos do DNJ algumas iniciativas foram feitas como meio de potencializar ainda mais a vivência deste marco da ação pastoral juvenil. Dentre elas destacamos duas ações muito significativas, o site criado pela Rede Brasileira de Centros e Institutos de Juventude, espaço com muitas informações sobre a história dos DNJs, mensagens por ocasião do jubileu e materiais para auxiliar a vivência da atividade. Estes materiais podem ser conferidos no endereço: www.dnj25anos.redejuventude.org.br. A outra ação a ser destacada foi feita pela Pastoral da Juventude, por meio de um grande mapeamento nas dioceses brasileiras, relatando quantidades, locais, organizadores dos DNJs no país. O envolvimento da juventude nas duas iniciativas foi além das expectativas e após a conclusão dos estudos no mapeamento, apresentamos alguns dados do DNJ em 2010.

Mapeando o jubileu...
Durante cerca de seis meses, outubro/11 a março/12, recebemos informações a cerca dos DNJs realizados. Os conteúdos chegaram pelo e-mail criado para o mapeamento, pelo site da Pastoral da Juventude e também por mensagens de lideranças nos e-mails e redes sociais.

Destaca-se no mapeamento a participação das coordenações de PJ nos regionais da CNBB, elencando informações de todos os estados brasileiros, trazendo um cenário de todo o território nacional. A partir deste envolvimento e do quantitativo mapeado, poderemos afirmar com mais exatidão que o DNJ continua sendo a maior ação pastoral juvenil no Brasil.

Em 2010, o DNJ reuniu cerca de 200 mil pessoas em 164 dioceses, sendo que somente 20 dioceses retornaram com a informação de que não realizaram a atividade e o restante não obtivemos informações precisas. Acreditamos que o número pode ser muito maior, podendo aumentar significativamente, ainda mais pelo fato que a motivação para o mapeamento foi mais interna do que externa, a comunicação da PJ ainda precisa ser potencializada e também o formato utilizado foi apenas virtual. Com a evolução de nossos trabalhos, podemos com certeza, em uma próxima oportunidade alcançar muitas dioceses sem acesso à comunicação adequada ou que até então estavam sem o contato com a organização regional.

A iniciativa também trouxe informações importantes quanto à organização do DNJ no Brasil, das 164 dioceses que realizaram a atividade a PJ organizou em 73%, em 119 dioceses. Nas 45 dioceses restantes, 27% do mapeado, o evento foi organizado em conjunto pelo Setor Juventude diocesano.

Os cinco regionais com maior mobilização foram o Leste 2 (MG e ES) com 31% (63.000), seguido do Nordeste 3 (BA e SE) com 16% (32.000), Sul 2 (PR) com 14% (28.050), Sul 1 (SP) com 8% (16.000) e Nordeste 1 (CE) com 4% (8.000).

Analisando as dez dioceses que mais mobilizaram pessoas, podemos destacar que temos envolvidos quatro regionais, sendo que nas cinco primeiras temos apenas dois regionais. Das dez dioceses destacamos também em apenas três temos a organização do Setor, nas outras sete temos a PJ a frente do DNJ. Listando as dioceses temos em primeiro lugar um número expressivo a Igreja local de Juiz de Fora, MG (Leste 2) com 20 mil; seguida das dioceses do Sul 2 Maringá, PR com 7,5 mil e Umuarama com 7 mil; o Leste 2 tem mais cinco dioceses, sendo as três primeiras com 5 mil pessoas cada uma Cachoeiro de Itapemirim e São Mateus no Espírito Santo e Mariana em Minas Gerais, já Itabira/Coronel Frabiciano, MG e Vitória, ES reuniram 4,5 mil pessoas cada uma; Serrinha, BA no regional Nordeste 3 (BA e SE) reuniu também 5 mil pessoas; e concluindo as dez dioceses com maior mobilização do Brasil, temos Ji-Paraná, em Rondônia no regional Noroeste, com a participação de 4 mil pessoas.

Diante dos números apresentados, podemos afirmar que após a publicação do Documento 85 da CNBB e com a efetivação dos Setores de Juventudes diocesanos, algumas iniciativas e em especial o DNJ começa a ter o envolvimento maior de outras expressões juvenis, principalmente na sua organização, porém, continua sendo uma atividade organizada e movimentada pelas Pastorais da Juventude, ainda mais por se tratar do contexto histórico e da própria identidade das PJs, diferente da proposta dos movimentos, novas comunidades e outras organizações juvenis. Mesmo assim, vale destacar que o envolvimento de outras expressões juvenis na organização do DNJ é muito significativo e mostra a unidade vivida na evangelização juvenil.

O mapeamento foi uma iniciativa simples, possível e concreta da PJ, na busca de favorecer cenários da realização do DNJ nas dioceses e regionais no Brasil. Contou com fragilidades próprias do processo e poderá em uma próxima oportunidade aprimorar a ação e contribuir ainda mais na realização desta importante atividade.

2011, mais uma primavera

No dia 30 de outubro de 2011 a juventude brasileira celebrará mais uma primavera do dia mais juvenil do ano. Após o mapeamento, podemos afirmar que o Dia Nacional da Juventude é a atividade católica que consegue reunir o maior número de jovens em um único dia (ou período) em todos os estados brasileiros, em muitas dioceses do Brasil. Com certeza, temos algumas iniciativas de expressões juvenis com muita relevância, porém, acontecem em apenas um local, o DNJ não! Ele tem a capacidade de criar unidade da juventude do sul com o norte, do leste com o oeste. Todos/as realizando a mesma atividade de acordo com suas realidades, refletindo o mesmo tema. Sinal de que independente da região, sotaque, expressão juvenil que participa o importante é celebrar e anunciar a vida da juventude.

Na 26ª primavera do DNJ, somos convidados/as a refletir sobre o tema "Juventude e protagonismo feminino", tendo como lema "Jovens mulheres tecendo relações de vida". Momento de refletir sobre a presença e vida das mulheres, em especial das jovens mulheres de nossa sociedade.

É hora de continuar fazendo acontecer! Que venham mais primaveras, que venham mais trintas de outubro, que venham mais Dias Nacionais da Juventude! Não podemos desanimar, é hora de ter coragem, assim como nos convida o saudoso Guimarães Rosa: "O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem."



Fonte: www.pj.org.br - * Joaquim Alberto Andrade Silva é membro da Comissão Nacional de Assessores/as da Pastoral da Juventude. Contato: joaquimaasilva@gmail.com
@joaquimaasilva

Encontro prepara o Regional Leste 2 para acolher os símbolos da Jornada Mundial da Juventude

O Regional Leste 2 da CNBB (Espírito Santo e Minas Gerais) promoveu na manhã de segunda-feira, 24, no auditório da Livraria Paulinas, em Belo Horizonte (MG), o encontro de preparação para acolhida da Cruz Peregrina e do Ícone de Nossa Senhora, símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

O encontro contou com a presença dos coordenadores diocesanos de pastoral; lideranças regionais e diocesanas da Pastoral da Juventude; responsáveis pela acolhida dos símbolos nas arquidioceses do Regional, além do bispo referencial da juventude e bispo diocesano de Patos de Minas (MG), dom Cláudio Nóri Sturn.

Com o objetivo de oferecer aos participantes orientações sobre a acolhida dos símbolos, o encontro foi conduzido pelo assessor nacional do Setor Juventude, padre Antônio Ramos do Prado. Em suas orientações, o assessor informou aos presentes sobre os cuidados necessários com estes dois importantes símbolos de fé. Motivou para que a presença da Cruz e do Ícone de Nossa Senhora seja um momento forte para a evangelização da juventude nas arquidioceses do Regional Leste 2 e de todo o Brasil.

Durante o encontro os participantes puderam tirar suas dúvidas sobre o manuseio, transporte e itinerário dos símbolos, que irão percorrer as arquidioceses do Regional Leste 2 em dois momentos, novembro e março de 2013.

Confira o roteiro da Cruz Peregrina e do Ícone de Nossa Senhora nas Províncias Eclesiásticas do Regional Leste 2.

 Fonte: CNBB

Povos do Rio Xingu debatem sobre grandes projetos na região

A partir de hoje, até 27 de outubro, se realiza nesta cidade paraense o seminário: “Territórios, ambiente e desenvolvimento na Amazônia: a luta contra os grandes projetos hidrelétricos na bacia do Xingu”.

Os participantes do seminário analisarão a conjuntura em torno de Belo Monte e discutirão respostas e formas de resistência às situações de risco e impactos geradas pela usina.

Participam do encontro - informa o Conselho Indigenista Missionário - entre 600 e 800 representantes de populações ameaçadas, ou já impactadas pela usina: indígenas, ribeirinhos, pescadores, pequenos agricultores, pessoas de Altamira cujas casas serão inundadas, barqueiros, entre outros.

Além dos representantes de Altamira e da Bacia do Xingu, participarão indígenas de outras regiões do Pará, e dos Estados do Mato Grosso, Goiás e Tocantins.

O encontro coincide com uma audiência em Washington (EUA), junto à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), da Organização dos Estados Americanos, no dia 26. A CIDH convocou o governo brasileiro para explicar porque não estão sendo respeitadas as medidas cautelares, emitidas pelo órgão, em abril deste ano. Nesta segunda-feira, o governo brasileiro anunciou que não enviará representantes para a reunião.

Em Altamira, o primeiro dia do seminário será reservado aos debates conjunturais. Haverá uma mesa com o tema “Impactos dos grandes projetos hidrelétricos na Amazônia: a UHE Belo Monte e suas conseqüências” pela manhã, e outra, “Violação dos direitos dos povos da Amazônia: a UHE Belo Monte e suas conseqüências”, à tarde. Os dias 26 e 27 serão reservados para grupos de discussão e trabalho, e, por fim, a plenária final.
 

Fonte: Rádio Vaticano
Local:Altamira    

Uma cadeia de oração transmitida pela Rádio Haja prepara o Dia Mundial das Missões na Diocese de Antsirabe

A Diocese de Antsirabe em Madagascar celebra o Dia Mundial das Missões precedido por uma semana de preparação marcada por momentos de oração e animação missionária. Segundo um comunicado enviado à Agência Fides por Pe. Serge Faraklin Andrialalainarivo, Diretor Diocesano das Pontifícias Obras Missionárias de Antsirabe e Diretor da Rádio diocesana Haja, cada paróquia da diocese participara de uma cadeia de oração transmitida pela Rádio Haja. Em 21 de outubro Dom Philippe Ranaivomanana, Bispo de Antsirabe, presidiu uma missa durante a qual uma religiosa das Irmãs Trinitárias de Valancia de Ambohipeno fez os votos. A Missa Solene para o Dia Mundial das Missões será transmitida ao vivo pela Rádio Haja. Durante a cerimônia, uma jovem religiosa malgaxe da Congregação das Operárias de São Paulo de Friburgo fará a profissão perpétua.

Fonte: Agência Fides
Local:  Antananarivo - Madagascar

Religiões se unem por uma cultura de paz em São Paulo

No dia 27 de outubro de 1986, o então papa João Paulo II se reunia, na cidade de Assis, Itália, com líderes de diferentes tradições religiosas para uma jornada de oração pela paz. Esse gesto será novamente realizado, agora pelo papa Bento XVI, em Assis e, no mesmo dia, em todo o mundo serão feitas celebrações pela paz. Em São Paulo, o tradicional Convento São Francisco, no Largo São Francisco, será o local que vai receber as lideranças religiosas para um ato Interreligioso, às 14 horas. Durante todo o dia 27, haverá uma tenda em frente ao Convento para explicar às pessoas o significado deste encontro.

O evento ficou conhecido, especialmente dentro da Ordem Franciscana, como o Espírito de Assis. "Num gesto simbólico de comunhão universal em prol da paz, desejamos reunir representantes de diferentes tradições religiosas da cidade de São Paulo para realizarmos juntos uma vigília silenciosa e um pronunciamento em favor da paz. Também queremos ser 'Peregrinos da Verdade e Peregrinos da Paz', lema que acompanhará o encontro dos representantes das várias tradições religiosas naquele mesmo dia na cidade de Assis, na Itália", explicou o frei Fidêncio Vanboemmel, ministro provincial da Província Franciscana da Imaculada Conceição, com sede em São Paulo.

Neste encontro, no Largo São Francisco, já confirmaram presença representantes do Cristianismo (igreja Católica, Luterana, Presbiteriana e Anglicana), do Candonblé, da Umbanda, do Judaísmo, do Budismo, do Islamismo e do Espiritismo. Cada religião/confissão terá um pronunciamento  em favor da paz.

"Ao longo do dia desejamos fazer da igreja São Francisco um espaço de vigília silenciosa pela paz, onde homens e mulheres de boa vontade possam se sentir acolhidos. Na praça, entre a Igreja e a Faculdade de Direito, vamos armar uma tenda branca onde desejamos distribuir folhetos com reflexões para uma cultura da Paz", acrescentou o ministro provincial Frei Fidêncio.

Fonte: CNBB

Cáritas Brasileira envia mais de 1 milhão de reais aos africanos atingidos pela seca

Lançada em agosto deste ano pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), sob coordenação da Cáritas Brasileira, a Campanha SOS África mobilizou milhares de brasileiros e brasileiras que prestaram solidariedade aos povos da África por meio de doações financeiras. Ao todo foi arrecadado e enviado, até o momento, 1 milhão e 300 mil reais.

O objetivo da campanha emergencial é arrecadar fundos que estão sendo destinados para a compra, principalmente, de alimentos e água potável para milhões de africanos que ainda sofrem com a pior seca já registrada nos últimos 60 anos. A catástrofe ambiental atinge o Chifre da África (região Nordeste do continente que compreende países como Somália, Uganda, Etiópia, Quênia, Djibuti e Eritréia), atinge 13 milhões de pessoas e já matou cerca de 30 mil crianças de fome.

Para ajudar a quebrar o ciclo da seca e da pobreza que atinge toda a região, membros da Cáritas Internationalis (CI) estão ajudando mais de um milhão de pessoas na África Oriental durante esta crise alimentar. Por meio do projeto de Togo Wuchale Pond, diversas ações estão sendo realizadas.

Dentre elas, membros da CI ajudam a cavar um lago de 75 mil metros cúbicos de água que irá fornecer água durante um ano inteiro para uma das vilas afetadas. Além disso, também como parte do projeto, uma equipe treina comunidades inteiras a cultivar árvores frutíferas e mudas, por meio de uma formação adequada para os beneficiários na utilização de pequenas áreas exclusivamente desenhadas para atrair água. O sistema, conhecido como micro bacias, permite que o manejo das mudas plantadas possa absorver mais água e prevenir a erosão do solo.

O projeto ainda mantém sessões de formação na reabilitação de florestas e do meio ambiente, a fim de educar os moradores sobre a importância e a necessidade de conservar o crescimento de plantas ao redor dos poços de água existentes.
De acordo com a diretora executiva nacional da Cáritas Brasileira, Maria Cristina dos Anjos, em conjunto com a Cáritas Somália e a Catholique Release Services (CRS), está em fase de definição um plano de trabalho apoiado pela Igreja do Brasil que será desenvolvido na Somália. “Segundo eles a garantia de água potável para as famílias e o enfrentamento da desnutrição são as prioridades para este momento”, comentou Maria Cristina.

“Estamos felizes com os primeiros resultados da campanha que possibilita o primeiro envio de recursos para a Somália. A sociedade brasileira, de modo especial comunidade católica, tem respondido muito bem aos apelos de solidariedade lançados pela CNBB, integrando assim a essa grande Rede de Solidariedade. Só temos que agradecer a estes gestos concretos de solidariedade e anima aqueles e aquelas que ainda não doaram a fazê-lo. A África Oriental, principalmente a Somália, precisa do nosso apoio”, destacou a diretora.

As doações, em qualquer valor, ainda podem ser realizadas nas seguintes contas:

Banco do Brasil: AG. 3475-4, C/C 26.116-5
Caixa Econômica Federal: AG. 1041, OP. 003, C/C 1751-6
Banco Bradesco: AG. 0606-8, C/C 187587-6

*para DOC e TED o CNPJ é: 33.654.419/0001-16

Ajuda Humanitária

A Caritas Internationalis (CI), por meio da distribuição de alimentos às famílias, água potável e ações de formação que favorecerão a sobrevivencia das populações atingidas pela seca no futuro, desenvolve e implementa programas na África Oriental no valor superior a 30 bilhões de dólares.

"Os membros da Caritas de todo o mundo se moveram rapidamente para ajudar a evitar o sofrimento na África Oriental. Vamos continuar a prestar assistência aos mais famintos e vulneráveis. A seca causou a crise atual, porém, são tantos desastres naturais e artificiais que há a necessidade de resolver o problema do subdesenvolvimento, ajudando as comunidades a se adaptarem às mudanças climáticas na região. Devemos procurar por fim ao conflito na Somália”, afirmou Alistair Dutton, Chefe do Serviço de Ajuda Humanitária da Cáritas Internationalis.

Na Etiópia, a Cáritas já distribuiu alimentos para cerca de 500 mil pessoas e fornece água potável para 250 mil. No Quênia e na Etiópia, as organizações diocesanas gerenciam centros de alimentação para crianças desnutridas e para ajudar populações que fogem da Somália, os membros da Cáritas trabalham nos campos de refugiados na construção de instalações de saneamento como chuveiros e banheiros.

Para os agricultores que perderam suas colheitas e criações de gado, a Cáritas distribui sementes resistentes a seca e mais de 10 mil animais já foram destinados aos camponeses mais necessitados. Além disso, programas que já estão em andamento irão reforçar sistemas de água e formar os agricultores em técnicas de conservação, de modo que as comunidades africanas possam resistir melhor a condições climáticas extremas.


Fonte: CNBB

Café com cultura - CINEMA


Cultura Popular Brasileira - Folia de Reis

Fonte: Anchietanum

"Sentir, pensar, amar, reverenciar e responsabilizar-se pelo futuro comum."

Fonte: Anchietanum

Anchietanum convida:


Café Filosófico -" A extraordinária liderança de Gandhi"


Dia Mundial das Missões - 2011

Domingo, dia 23 de outubro, na Catedral da Sé, dom Odilo, com a presença de todos os bispos das regiões episcopais da Arquidiocese de São Paulo , dos missionários e missionárias e uma multidão de fiéis, presidiu solenemente a Missa comemorando a Jornada Missionária Mundial e a canonização de Santo Guido Maria Conforti, fundador dos missionários xaveriano e São Luis  Guanella dos Guanellianos e o centenário de fundação dos missionários/as de MariKnoll. No final da celebração dom Odilo fez o envio a cinco missionários: Edcarlos oblatos de Maria Imaculada, vindo da Bahia diocese de Paulo Afonso e indo para África do Sul, Patrik Oliveira Urias, oblatos de Maria Imaculada, vindo também da Bahia e indo para a Zambia, e três irmãs Franciscanas Missionárias de Maria: ir. Maria Aparecida Ferreira, indo para Manaus, bairro Santa Etelvina, ir. Amelia para Tefé e outra irmã vindo da Espanha, para Taubaté. No final da Missa o cardeal dom Claudio Humes, hoje Presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia, da CNBB, explicou a importância de voltar a nossa atenção por esta área missionária, enviando missionários/as para ajudar toda aquela região. Ele disse  que “ o Brasil todo, e em particular as nossas igrejas do sul do pais, deve voltar o seu olhar para a Amazônia”.
Pe. Pedro Facci e Diácono Edcarlos (OMI), enviado à África do Sul







Missionários Xaverianos




Diáconos Edcarlos (destinação: África do Sul) e Patrick (Destinação Zâmbia)

Pe. Pedro Facci (Diretor da revista Mundo e Missão) e Dom Odilo arcebispo de São Paulo



Fonte: Pedro Facci - editora Mundo e Missão - Fotos: Pedro Facci e Rejane Souza

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Juventude e Protagonismo feminino!

Material do Dia Nacional da Juventude 2011

Em 2011, o Dia Nacional da Juventude (DNJ) propõe o estudo e a celebração do tema “Juventude e protagonismo feminino” e o lema “jovens mulheres tecendo relações de vida”. Busca inspiração no encontro de Jesus com a mulher samaritana (Jô 4, 1-42). O subsídio tem como finalidade ajudar a aprofundar o tema nos grupos de jovens, nos meses que antecedem o grande evento de massa marcado para outubro, nas diversas dioceses. Abaixo, segue carta do Centro de Capacitação da Juventude, que imprime e distribui o material do DNJ com as informações necessárias para que se possa adquirir o material e animar a preparação do DNJ.
 
Caros amigos jovens e assessores,
 
Segue a propaganda do material do Dia Nacional da Juventude (DNJ) deste ano. Por vários motivos fora de nosso controle o material do DNJ atrasou. Portanto não podemos perder tempo. Agora que temos em mãos o cartaz e os subsídios para os grupos podemos iniciar desde já o processo de preparação e mobilização de um dos eventos mais importantes do ano em termos de evangelização da juventude.

Este ano queremos incentivar a encomenda do material pelo site do CCJ que é mais rápido e eficiente. O próprio programa calcula o preço total junto com o frete.  Basta clicar Aqui. Porém, aceitamos também, encomendas pelos meios tradicionais de e-mail, telefone, correio.
 
Para aqueles que tiverem dúvidas de como fazer suas encomendas pelo site do ccj, basta clicar aqui para consultar a página de orientações sobre os passos a serem seguidos.

Um abraço do Senhor que nos convoca como discípulos e envia como missionários no meio da juventude.

Jorge Boran cssp

Hélio Augusto

Miguel Adianio
Pelo CCJ 

Fonte: Anchietanum

Dom Damasceno convida jovens para a 3ª Romaria Nacional da Juventude no Santuário de Aparecida

A juventude está no coração da Igreja e é fonte de renovação da sociedade. Sua evangelização interessa muito à Igreja e aos seus pastores. O Documento 85 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), instrumento dinamizador da ação evangelizadora da juventude no Brasil, traz algumas perspectivas pastorais para orientar dioceses, paróquias e grupos na evangelização dos jovens.

'Temos um compromisso sério com a formação das novas gerações que, pressionadas por tantas propostas de vida, necessitam de muito discernimento, de coragem, de verdadeiros caminhos e, principalmente, de nossa presença amiga: Os jovens têm o direito de receber da Igreja o Evangelho e de ser introduzidos na experiência religiosa, no encontro com Deus e no contato com as riquezas da fé cristã', descreve o documento. De encontro com esta iniciativa, o Santuário Nacional de Aparecida realiza em novembro a 3ª Romaria Nacional da Juventude. O Cardeal Arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, Dom Raymundo Damasceno Assis faz um convite especial para que os jovens se façam presente na Casa da Mãe Aparecida.

Fonte: CNBB